sexta 18 junho 2021
Fique Sabendo

RETROVISOR – No dia 20 de março do ano passado, um dia após reunião na Associação Comercial e Industrial de Jales com lideranças comunitárias...

Deputado federal Fausto Pinato: explosiva entrevista à rádio Jovem Pan 

RETROVISOR – No dia 20 de março do ano passado, um dia após reunião na Associação Comercial e Industrial de Jales com lideranças comunitárias, o então prefeito Flávio Prandi Franco (DEM), assinou decreto suspendendo as aulas nas escolas e creches municipais e determinando outras medidas. De acordo com o documento, alguns estabelecimentos como supermercados, farmácias e padarias foram liberados, mas teriam que seguir recomendações.

PREMONIÇÃO – Flá assinou o decreto de emergência depois de ouvir explanação de motivos em seu gabinete feito pela médica Sandra Marcondes Carazo, na época responsável pela cirurgia ambulatorial no AME, repetida, no mesmo dia, para quem estava no anfiteatro da ACIJ. Sandra foi ao microfone e advertiu: se aquelas medidas não fossem levadas muito a sério, junto com todas as recomendações preventivas, em 20 dias, 25.984 pessoas poderiam ser contaminadas, sendo 3.637 com sintomas. E que 725 precisariam de internações e 3%, ou 109 em UTI, o que seria impossível atender. Dá para imaginar o que teria acontecido se as chamadas forças vivas e atuantes não tivessem ouvido o grito de alerta da médica, hoje responsável pela Unidade Covid da rede municipal de saúde.

ESPERANÇA – O deputado federal Fausto Pinato (PP), com base eleitoral em nossa região, que vem sendo um ácido crítico do governo em relação à pandemia, deu entrevista à Jovem Pan manifestando esperança na atuação do novo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, pela sua postura em seguir o que preconiza a ciência. Mas, manteve a artilharia sobre o presidente Jair Messias Bolsonaro, convidando-o a visitar a nossa região e verificar de corpo presente a situação dos hospitais lotados, especialmente das Santas Casas. Em tom de desafio, frisou várias vezes, após criticar o governo: “aqui quem está falando é o deputado Fausto Pinato”.

PAI DA MATÉRIA – Graças a Roberto Alexandre de Oliveira Gonçalves, Jales tornou-se a menor cidade do mundo a contar com curso de formação de psicanalistas. Presidente do Instituto Brasileiro de Psicanálise Contemporânea e desejoso de oferecer conhecimento para a cidade onde viveu infância, adolescência e juventude, ele investiu na ideia e deu certo. Roberto, que completou 75 anos no último sábado, dia 27 de março, é psicanalista, sociólogo, historiador, dramaturgo e escritor, autor do livro “A Jales que Vivi - 1949/1968”. Vale lembrar que, recentemente, a Câmara Municipal aprovou por unanimidade a concessão de título de cidadania.

REFORÇO – Deu na “Coluna do Estadão” de segunda-feira, dia 29 de março: o governador João Doria reforçou a Secretaria de Desenvolvimento Regional, responsável pela articulação com as cidades paulistas. O médico Fernando Fernandes Filho, ex-prefeito de Taboão da Serra, passou a integrar o time do titular da pasta, Marco Vinholi.

NA BOCA DO GOL – Por outro lado, a presença de Fernando em posto estratégico é ponto a favor de Jales, pois ele é marido da deputada estadual Analice Fernandes, filha da terra, mais votada em quatro eleições em nossa cidade. A proximidade de Fernando com Jales é tamanha que, quando Analice ainda não era deputada, ele, que é fanático por futebol, mostrava sua habilidade batendo uma bolinha no campo de futebol de racha do Clube do Ipê. E mais: o casal teve participação decisiva na migração para o PSDB de Luís Henrique Moreira, ex-PP, tornando-o vice-presidente da Comissão Executiva Municipal e candidato a prefeito pelos tucanos.

O PISCINEIRO E O LOCKDOWN– A edição do decreto municipal assinado pelo prefeito Luís Henrique Moreira (PSDB), estabelecendo restrições com o objetivo de conter a disseminação do vírus no município, cuja vigência termina hoje, dia 4, mereceu abordagem de altíssimo nível do tratador de piscinas Adelson Pereira de Souza Filho. Em mensagem de WhatsApp enviada a seus clientes, ele deu uma verdadeira lição de responsabilidade sobre o momento que a cidade vive em virtude da pandemia. Vale a pena transcrever a íntegra da mensagem: “gostaria de comunicar aos meus clientes que devido o decreto-lei municipal, não estarei em atividade nos próximos dias. Há certamente o temor de perder meu trabalho, mas também temos que nos juntar e de alguma forma tentar combater este mal que vem devastando famílias e amigos. Como disse antes, tenho medo, como milhares de brasileiros, de perder nossos trabalhos e renda, porém, maior que este medo, tem a comoção, sentimentos e respeito por aqueles que já se foram e pelos familiares que têm sofrido com toda esta pandemia. A partir da próxima semana não sabemos como vai ficar, mas vamos nos apoiar, orar e cuidar de nós e de nossas famílias independentemente de nossas convicções religiosas. Desde já obrigado pela compreensão. E que Deus abençoe e cuide de cada um de nós”.

QUEM É – Embora seja técnico em química e técnico de enfermagem, Adelson, 33 anos, preferiu investir no trabalho como cuidador de piscinas. Ainda que o serviço seja extenuante, às vezes sob sol a pino, ele nunca reclama e tem relacionamento afável com todos seus clientes.

Dória requisitou Fernando Fernandes, ex-prefeito de Taboão da Serra, na foto com a deputada Analice, esposa dele

Desenvolvido por Enzo Nagata