Geral

MATO GROSSO DO SUL: Aprovados em concurso público, jalesenses tomam posse como juízes de direito

No final do curso de Direito, em Ribeirão Preto, Laisa recebeu Prêmio de Reconhecimento da Graduação /// Bruce Henrique: “vai ser um privilégio poder contribuir para um Judiciário mais democrático e plural”

Está marcada para a próxima quarta-feira, dia 15 de setembro, às 17 horas, a sessão solene de posse dos novos juízes de direito agendada para o Plenário do Tribunal Pleno do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul.

Segundo a Secretaria de Comunicação do TJ, as nomeações de 14 dos 28 candidatos aprovados foram publicadas na edição de 3 de setembro do Diário da Justiça.

Dentre os nomeados são sete mulheres e sete homens e do total três foram aprovados dentro das vagas direcionadas a candidatos negros. Entre os novos juízes nenhum é natural de Mato Grosso do Sul.

Dos 14 aprovados que serão empossados, dois nasceram em Jales, um em Teófilo Otoni (MG, um em Porto Alegre (RS), um em Vitória (ES), um em Assis Chateaubriand (PR), um no Rio de Janeiro (RJ), um em Natal (RN) e um em Salvador (BA).

Os novos juízes farão curso de formação inicial oferecido pela Escola Judicial de Mato Grosso do Sul no período entre 16 de setembro e 17 de dezembro. Após o recesso forense, no dia 7 de janeiro de 2022, os magistrados começarão a judicar efetivamente, ainda segundo o Diário da Justiça.

    FILHOS DA TERRA

Ainda conforme a publicação oficial, o nome da jalesense Laisa de Oliveira Ferneda abre a lista de aprovados que contempla também outro conterrâneo – Bruce Henrique dos Santos Silva.

Laisa, filha de Paulo Roberto Ramos Ferneda e Regina Célia Fernandes de Oliveira Ferneda, fez o Ensino Médio na Escola Integrada Rui Barbosa (Cooperjales/Objetivo) e se formou na Faculdade de Direito de Ribeirão Preto.

Já Bruce estudou na Escola Estadual Dr. Euphly Jalles e se formou em Direito pela Universidade Federal da Grande Dourados (MS). Ele é filho de Zoraide Aparecida dos Santos e Daniel da Silva.

O nome de Jales está no topo do TJ de Mato Grosso do Sul onde já trabalham os desembargadores Sideni Soncini Pimentel e Odacir de Castro Fassa, ambos ex-serventuários do 2º Cartório de Jales.


Desenvolvido por Enzo Nagata