Cidade

Jales fecha primeiro trimestre com saldo positivo na geração de empregos

Foram criados 121 empregos formais em 2021; dados foram divulgados nesta semana pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério da Economia

 Por Eduardo Monteiro (Assessor de comunicação da ACIJ)

Jales fechou o primeiro trimestre de 2021 com mais pessoas contratadas do que demitidas. É o que aponta o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério da Economia, que divulgou nesta semana os dados referentes à geração de emprego formal em todo o país até o mês de março.

Segundo o Caged, 948 pessoas foram contratadas com carteira assinada nos três primeiros meses do ano, contra 827 demissões, o que resultou em um saldo positivo de 121 novos postos de trabalho ocupados. Mas de forma geral, todos os meses apresentaram indicadores positivos.

O mês com melhor resultado foi fevereiro, em que o saldo foi de 79 novas contratações, seguido de janeiro, com 36, e março, apenas seis. Na soma dos três meses, o setor de serviços foi o que apresentou melhor desempenho (+62), em seguida indústria (+34) e comércio (+32).

Se levarmos em consideração os últimos 12 meses divulgados, ou seja, de março de 2020 a março de 2021, os números são ainda mais positivos. No período, o saldo é de 249 novos empregos formais. Foram 3.122 admissões, contra 2.873 desligamentos.

 Para o presidente da Associação Comercial e Industrial de Jales, Leandro Rocca, os números trazem uma expectativa otimista. “Mesmo durante toda a pandemia, em que a maioria dos empresários sofreu com os impactos no setor financeiro, na nossa cidade ainda tivemos mais pessoas contratadas do que demitidas. Isso mostra que, mesmo com todas as dificuldades, nossa economia está girando e a tendência é melhorar nos próximos meses. Tenho certeza que vamos superar esse momento logo e voltaremos a crescer juntos”, finalizou.


Desenvolvido por Enzo Nagata