domingo 25 julho 2021
Geral

Greve dos bancários termina depois de um mês

A greve dos bancários terminou no dia 6 de outubro, quinta-feira, depois de 31 dias de paralisação. Os bancários aceitaram aumento de 8% nos salários da categoria e o pagamento de um abono de R$ 3.500, pondo o fim do movimento. No acordo também foi acertado o abono dos dias parados. 
Os bancários exigiam aumento real de 5% acima da inflação, mas os bancos não aceitaram. Este ano, o reajuste do vale-refeição foi de 15% e do vale-alimentação e do auxílio-creche, de 10%.
Esta foi a greve mais longa dos últimos 12 anos, mas mesmo assim, os bancários acabaram ficando sem aumento real, que no ano passado foi de apenas 0,11%. No ano passado a greve durou 26 dias. 
Para o diretor de imprensa do Sindicato dos Bancários da Região de Votuporanga, Carlos José Sacco, o Saquinho, o resultado não foi o esperado, mas depois de 31 dias de greve, os bancários decidiram voltar ao trabalho para não prejudicar ainda mais a população. 
O comando de greve informou que mais de 13 mil agências chegaram a fechar este ano, no país, representando 57% do total. 
No dia 7 de outubro, sexta-feira, todas as agências abriram, menos as da Caixa Econômica Federal, em algumas capitais, onde ainda tinham algumas pendências locais a serem solucionadas, mas amanhã, todas já deverão voltar ao normal.

Desenvolvido por Enzo Nagata