domingo 25 julho 2021
Fique Sabendo

FIM DE FÉRIAS – “A política só tem uma porta, a de entrada.

O então prefeito Flá com o deputado Carlão e o vice-governador Rodrigo Garcia na inauguração do Poupatempo

FIM DE FÉRIAS – “A política só tem uma porta, a de entrada. A gente entra pelos amigos e não sai pelos inimigos”. O ensinamento é do saudoso deputado federal Ulysses Guimarães, um inspirado frasista, explicando sua longevidade na vida pública. Mal comparando, é o que está acontecendo com o ex-prefeito Flávio Prandi Franco. Após passar o bastão de chefe do Executivo para o sucessor Luís Henrique Moreira no dia 1º de janeiro, ele se recolheu ao recôndito do lar sem ficar dando pitacos na política local. Houve até quem imaginasse que ele tinha pendurado as chuteiras e saído do jogo.

PÉ NA ESTRADA – Surpreendendo até os mais próximos, no dia 2 de junho, o ex-prefeito foi designado assessor especial da presidência da Assembleia Legislativa, a convite do deputado Carlão Pignatari, chefe do Poder Legislativo estadual. Até onde a coluna foi informada, pesou no convite de Carlão o bom trânsito de Flá com prefeitos eis que ele foi presidente da Associação dos Municípios da Araraquarense, integrada por mandatários de 126 localidades, cuja sede fica em São José do Rio Preto. Vale lembrar que, em 2018, o então prefeito de Jales falou em nome dos 645 prefeitos paulistas na audiência pública promovida pelo Tribunal de Contas da União para debater a antecipação de renovação da concessão por mais 30 anos da malha ferroviária paulista à empresa Rumo, o que acabou acontecendo.

BASTIDORES – Sabe-se também que a ida de Flá para a Assembleia Legislativa teve a anuência do vice-governador Rodrigo Garcia, a quem o ex-prefeito de Jales é ligadíssimo desde sempre. Ou seja, ele vai trabalhar com Carlão, mas sem se desligar de Rodrigo, pré-candidato a governador. Há quem diga que o projeto político de Flá, que contemplava eventual disputa por cadeira na Assembleia Legislativa, ainda está de pé. Trocando em miúdos: não será surpresa se ele for candidato a deputado federal.

PROTETOR- Como um assunto puxa outro, o delegado Bruno Lima, deputado estadual que se elegeu hasteando a bandeira da proteção dos animais, estará em Jales no próximo dia 26 de junho para encontro regional com protetores e autoridades na sede da Associação dos Funcionários Públicos. Bruno Lima foi quem postou em seu Instagram áudio de comentário do jornalista Edson Ferreira, de Santa Fé do Sul, que acabou tendo repercussão nacional e ensejando reações iradas de apresentadoras como Xuxa Meneghel e Luisa Mell. Como foi amplamente informado, o popular “Aroeira” defendeu a matança de cachorros que estavam comendo carneiros de um sitiante.

PATÍBULO – Dentro de uma semana, o Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara Municipal vai decidir a sorte do vereador Elder Mansueli (Podemos), denunciado à casa pelo médico Alexis Kitayama, então secretário municipal de Saúde, e por quatro servidoras municipais integrantes da Vigilância Sanitária. Referido edil, que é comerciante, foi acusado de ofender as servidoras que fizeram uma blitz em seu estabelecimento.

PARA OU CONTINUA- Segundo o vereador Rivelino Rodrigues (PP), presidente daquele colegiado, foram ouvidas cinco testemunhas de acusação, duas de defesa e o próprio acusado. Na semana que entra, RR, a vice-presidente Andrea Moreto (Podemos) e o relator João Zanetoni (PSD) vão se reunir com o procurador jurídico da Câmara, Rodrigo Vitoriano, e decidir se o caso será levado ao plenário ou ser arquivado. A defesa de Elder está a cargo do advogado Carlos Melo.

GIRO NA CIDADE – Aproximar a população dos trabalhos legislativos. Eis a proposta do vereador estreante Hilton Marques (PT), que acaba de lançar o projeto “Giro na Cidade”, em formato de vídeos para as redes sociais como forma de atrair mais público e fomentar a curiosidade dos jovens. “Muitos eleitores às vezes votam e nem sabem o que um vereador faz, não entendem como funciona o nosso trabalho e nossa função perante a sociedade”, explicou o edil.

TRANSPARÊNCIA – Vereadora mais votada em Formosa, cidade goiana de 120 mil habitantes, a jalesense Fernanda Lima, que é delegada de polícia, tem investido nas redes sociais para interagir com os eleitores. Na semana que passou, ela colocou no ar o novo site, justificando que deseja cumprir um mandato mais transparente, participativo e pela construção de uma nova política. Fernanda integra a chamada Bancada Independente.

INFLUENCIADORES – Deu na coluna Painel, da Folha de S. Paulo. O grupo de advogados denominado “Prerrogativas”, crítico da Lava Jato, cita o acórdão de julgamento sobre a suspeição de Sérgio Moro nos casos do presidente Lula como prova de que eles venceram a narrativa contra os defensores da operação e influenciaram o julgamento do STF. Integrantes do grupo como os juristas Lênio Streck, Gustavo Badaró e Aury Lopes são citados nos votos dos ministros da Segunda Turma do STF, que considerou Moro parcial e, portanto, suspeito para conduzir os processos do petista.

RETROVISOR – Vale registrar que o advogado Gustavo Badaró foi um dos participantes do Simpósio “Combate à corrupção nos 30 anos da Constituição Federal” realizado em 2018 em Jales promovido pelo Ministério Público Federal e OAB.


Jalesense Fernanda Lima, vereadora em Goiás, prega transparência na política

Desenvolvido por Enzo Nagata