sexta 18 junho 2021
Artigo

Disfunções sexuais femininas

Karina Tassinalli Godoy“As principais disfunções sexuais femininas são: falta de desejo, dificuldade de ter orgasmo, dor e desconforto (vaginismo/dispareunia/transtorno da excitação sexual).Foto: Josiane Bomfim 

Sexo é saúde, e saúde também é sexo. Esse conceito já é reconhecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS): a sexualidade está oficialmente entre os critérios para se avaliar a qualidade de vida de um indivíduo. Tudo funciona como um ciclo: disfunções sexuais podem ser sinal de outras doenças, e dificuldades na cama levam à angústia, à frustração e até mesmo à depressão. Em pouco tempo, os efeitos após uma noite de sexo satisfatório são visíveis: a mulher se sente mais em sintonia com o parceiro, os laços afetivos se estreitam, ela se percebe mais bonita.

Uma saúde sexual favorável implica questões de saúde mental. A curto prazo, é visível, a mulher já se sente mais poderosa. A longo prazo, melhora o relacionamento com o parceiro. A disfunção sexual é caracterizada quando a dificuldade sexual causa estresse, angústia ou incômodo. Pode ser dor durante a relação, dificuldade para ficar excitada ou até mesmo a falta de desejo.

Entende-se que há disfunção apenas quando a situação passa a prejudicar o bem-estar mental da mulher. Além disso, o problema deve estar persistindo há pelo menos seis meses.

As causas para as disfunções são multifatoriais e incluem componentes biopsicossociais (biológicos, psicológicos e sociais). Vivências, experiências e educação sexual influenciam no seu desenvolvimento.

As principais disfunções sexuais femininas são: falta de desejo, dificuldade de ter orgasmo, dor e desconforto (vaginismo/dispareunia/transtorno da excitação sexual).

Realizar um tratamento com Fisioterapia Pélvica pode trazer diversos benefícios para o paciente como se livrar da ansiedade, depressão e isolamento causados por problemas decorrentes do enfraquecimento da musculatura pélvica. Os métodos de tratamento são simples, indolores e eficazes, utilizando diversos recursos como a cinesioterapia, eletroterapia, exercícios proprioceptivos, orientações e modernas técnicas prescritas após uma minuciosa avaliação e reavaliação constante.

 Dra Karina Tassinalli Godoy

(CREFITO-3/51181F - Fisioterapeuta Especialista em Saúde da Mulher

Mestranda pelo Instituto Brasileiro de Psicanálise Contemporânea “Disfunção Sexual”)


Desenvolvido por Enzo Nagata