segunda 21 junho 2021
Editorial

Arquibancada e Solidariedade

Há 15 dias, a imprensa noticiou que o Ministério Público do  Estado de Minas Gerais pediu a prisão preventiva de membros da Galoucura, torcida uniformizada do Atlético Mineiro, sob a acusação de terem provocado a morte de um torcedor do arqui-rival Cruzeiro.
Um mês antes, a mídia de São Paulo consumiu muito espaço para a cobertura da morte de um torcedor do Corinthians, cujo corpo foi encontrado boiando nas águas do rio Tietê depois de ter sido  espancado por um bando de supostos  simpatizantes do Palmeiras.
No Rio de Janeiro, a televisão mostrou imagens da verdadeira batalha campal travada no entorno do Engenhão, envolvendo,antes do jogo começar, arruaceiros do Flamengo e Vasco da Gama.
Não muito longe daqui, na cidade de Presidente Prudente,  a 270 quilômetros de Jales, a Polícia Militar teve que usar bombas de gás lacrimogêneo, gás pimenta e balas de borracha para evitar que corintianos e palmeirenses se engalfinhassem.
Fatos como os relatados acima são recorrentes na crônica policial brasileira, o que tem obrigado dirigentes  a pedirem a instalação de delegacias de polícia e varas judiciais no interior dos estádios de futebol tentando diminuir a ação de vândalos travestidos de torcedores.
Felizmente, Jales, mais uma vez fazendo jus à fama de terra de gente ousada, vem dando exemplo em sentido contrário.
 Primeiro foi fundada a Mancha Verde, do Palmeiras. Depois,veio a Fiel Jales, do Corinthians, com o detalhe de que são praticamente vizinhas de parede, no Jardim Estados Unidos, sem que tenha se verificado qualquer incidente entre ambas até o momento.
Há pouco mais de um mês foi fundada a Jovem Jales, do Santos, no Jardim Paraiso. Ontem, nasceu oficialmente  a Independente, do São  Paulo, no alto da avenida Francisco Jalles.
A Mancha e a Fiel, há 15 dias, protagonizaram bonito espetáculo de solidariedade  no leilão pró-Hospital de Câncer, viabilizando R$ 5mil para a instituição, arrematando camisas de ídolos dos dois clubes.Em sua curta existência, a Jovem Jales já arrecadou mais de 100 quilos de alimentos perecíveis para a AVCC.
Pois bem, as quatro torcidas acabam de se unir em torno da Liga das Torcidas Organizadas de Jales e a primeira ação efetiva será a distribuição de presentes para crianças  carentes na periferia de Jales na próxima quarta-feira,  12 de outubro.
Um exemplo para  o Brasil!

Desenvolvido por Enzo Nagata