jornaldejales@melfinet.com.br
17 3632-1330

Zona Eleitoral de Jales passa a ter apenas 3 municípios

O TSE tem 60 dias de prazo, a partir de 15 de julho para homologar, podendo também decidir por alguma mudança no que foi sugerido.
21 de agosto de 2017
A chefe do Cartório Eleitoral, Maria Carolina dos Santos afirma que ainda é cedo para saber como a Zona Eleitoral de Jales ficará com as mudanças que estão sendo anunciadas
Ainda não dá para saber como ficará a 152ª Zona Eleitoral de Jales que era a maior do Estado em número de municípios e esta semana teve anunciada a redução de 10 para apenas 3 (Jales, Pontalinda e Dirce Reis). A chefe do Cartório Eleitoral, Maria Carolina dos Santos disse que tudo vai depender da homologação do Tribunal Superior Eleitoral que poderá acatar ou não a recomendação do Tribunal Regional. O TSE tem 60 dias de prazo, a partir de 15 de julho para homologar, podendo também decidir por alguma mudança no que foi sugerido.
Tudo está indefinido também porque dos 10 municípios que compunham a Zona Eleitoral de Jales, 6 estão indo para a única zona criada no estado, com o nome de Urânia. Ainda não está decidido se essa nova zona funcionará naquela cidade ou permanecerá em Jales pelo menos por mais algum tempo.
Para a Zona Eleitoral de Urânia deverão ir os municípios de Urânia, Santa Salete, Aspásia, Mesópolis, Paranapuã e Santa Albertina. Além desses, também deixa a Zona Eleitoral de Jales o município de Vitória Brasil, que passa para a de Estrela d’Oeste. Com isso, o número de eleitores da Zona Eleitoral de Jales cai dos atuais 63.979 para 42.415.
A mudança, como explicou a chefe do Cartório Eleitoral, faz parte de um remapeamento que está acontecendo em todo o país, através do TSE, sendo que no Estado de São Paulo está sendo criada apenas uma nova Zona Eleitoral e extintas 32 das 425 existentes. Na região foram extintas a Zona Eleitoral de General Salgado que passa para Auriflama e uma de Fernandópolis.
A chefe do cartório acredita que a mudança deverá provocar algum remanejamento de servidores, mas ainda não dá para saber como isso poderá acontecer.