jornaljales@gmail.com
17 3632-1330

Vereadores

Quem são nossos vereadores?
26 de maio de 2014

Quando os vereadores novatos são eleitos pela primeira vez chegam com uma bagagem cheia de sonhos, vontade de crescer na política, conquistar novos espaços e postos na escalada do poder. Mas esquecem de que essa corrida para realizar seus “sonhos” é cheia de obstáculos e muitos desafios, pois apenas uma minoria dentre eles consegue seus objetivos e alçar voos mais altos. Outros com esforço tremendo conseguem se reeleger para um segundo mandato, e outros conseguem simplesmente ficar somente um mandato no legislativo.
Mediante isso, existe uma grande soma de vereadores que não conseguem a sua reeleição e deixam o Legislativo sem deixar rastro nenhum e nenhuma marca de sua passagem. Esses vereadores que não dão continuidade ou não se reelegem são formados por aqueles que podemos dizer, “despreparados” e que durante o período de seu exercício não conseguem definir de que lado deveria ficar, ou seja,  sair da bancada do “contra” ou do “a favor”. Muitos deles entram mudos na sessão e saem calados, não se manifestam de forma alguma, às vezes quando o fazem só falam “asneiras” e assuntos sem nexo, totalmente alheios muitas vezes à matéria que estão em pauta.
Em sua maioria também são parlamentares que por motivos ou outros fazem parte de apoio aos prefeitos, aos quais muitos deles devem favor e por isso mesmo pagam os benefícios recebidos com seu voto fiel e encabrestados. Outros no decorrer da sua gestão mudam de partido, traem sua coligação e consequente seus eleitores e assim por diante.
Diante desses assuntos elencados, podemos dizer que o bom vereador é aquele que estuda a legislação municipal, aquele que está atento a tudo que acontece na casa legislativa, aquele que tem domínio sobre as matérias em tramitação, seu conhecimento sobre os assuntos que serão abordados principalmente os que venham de interesse da comunidade.
O bom vereador é aquele também que nunca é um fiel defensor do prefeito, mas sim fiel defensor do povo, ter discernimento e debater os assuntos na tribuna com sensatez, equilíbrio com dicção esmerada, argumentos convincentes. Até digo mais, o vereador eleito que não dominar pelo menos o básico do Português e com pretensão de ser um parlamentar respeitado, se faz necessário urgente contratar um bom professor de língua e aproveitar a ocasião fazer um curso intensivo de oratória.
Pois quando o vereador usa a tribuna e decide falar mesmo que seja errado, acaba se transformando em chacotas para os colegas, motivos de piadas até então.
Portanto, nós eleitores é quem podemos fazer a diferença. A Câmara dos Vereadores é o nosso reflexo. Mas agora voltando à pergunta inicial, quem são os nossos vereadores? Eles são a nossa cara. Mas, afinal de contas, quem somos? Bons eleitores ou maus eleitores? Cabe a cada um nós escolher que tipo podemos ser.

  Osmar Gabriel
Corretor de imóveis
RG – 8.320.382