jornaldejales@melfinet.com.br
17 3632-1330

Valeu a pena ser funcionária pública

FACEBOOK POR Sandra Regina Prata
13 de maio de 2018
Sandra Regina Prata, 30 anos no serviço público aposentada desde o dia 3 de maio
Sou filha de funcionários públicos e sempre me passaram a ideia que o funcionalismo público trazia segurança financeira, aposentadoria, 13º salário, etc...
Essa ideia nunca me agradou, porém, com 25 anos de idade, surgiu um concurso público estadual e eu logo fui induzida a prestar.
Dentista, com uma filhinha de 1 ano, Giovanna, começando minha vida como profissional liberal, tive um certo receio de ingressar nesse concurso.
Fiz o concurso e pra minha surpresa e talvez obra do destino, entrei em primeiro lugar. Não sabia se comemorava ou chorava.
Comecei aí minha carreira como funcionaria publica, conciliando com consultório privado.  Não podia perder a aposentadoria rs.
Logo veio meu segundo filho, Danilo, e eu decidi abandonar o serviço, como tantas outras vezes anteriormente. 
Incentivada pelo meu pai, fui ficando mesmo contrariando meus ideais e assim 30 anos se passaram.
Hoje 3 de maio, foi publicada minha aposentadoria e não tem como eu não fazer uma retrospectiva.
Apesar de eu ter reclamado e ameaçado abandonar a carreira pública a vida toda, tenho que admitir que o saldo foi positivo.
Não vou dizer que o Estado remunera bem seus funcionários e nem que eu terei a tão prometida segurança financeira só dependendo do Estado. Porém, contrariando a opinião de muitas pessoas, venho aqui dizer que nós trabalhamos pra valer e cumprimos nossos horários.
O Estado não nos remunera bem, décadas sem aumento e daí vai.....
Vamos ao saldo positivo:
Fui dentista de presidiários, gestantes, crianças e adultos no Centro de Saúde de Jales.
Aprendi a trabalhar como técnica de Vigilância Sanitária fazendo inspeções em serviços de saúde em Jales e sobre legislação sanitária.
Meus últimos 10 anos foram no Centro de Vigilância Sanitária do Estado de São Paulo onde aprendi a dar treinamentos e a responder processos.
Mas o que me deixa saudades são os amigos que fiz durante todos esses anos.
Companheiras do dia a dia, choramos, rimos, casamos, falamos um monte de m... rsss, confidenciamos, palpitamos uma na vida da outra, largamos, até nos estranhamos às vezes rs, namoramos, casamos, filhos, viajamos, reclamamos do salário, nos apoiamos realmente nas alegrias e tristezas.
Vou citar alguns nomes mas, todas as pessoas foram importantes e fizeram parte de um pedaço de mim:
Mônica Grau, diretora que me recepcionou, sensacionallllllll. 
Izabel, minha amiga, meu amor e minha confidente.
Rosi Maradei: xingamos juntas o Estado, rimos muito e na luta da vida sempre tentamos aliviar sonhando com nossas viagens.
Luciana, Vanessa, Carmita, Mel, Fernando, Vera, Shirlei e tantas outras....
Débora chegou agora e já ficamos melhores amigas no 1° dia.
Tantas pessoas...., tantas histórias, e as amigas irão rir dessa frase porque eu era obcecada pela aposentadoria.
Já estou com saudades do serviço público e de todas vocês.
Obrigada aos meus pais por terem me encorajado de ir até o fim.
Obrigada Giovanna e Danilo por serem pessoas tão do bem mesmo eu não ter estado tão presente.
Com ressalvas, obrigada ao Estado por eu ter tido a oportunidade de crescer e ter feito uma história no funcionalismo público.
Estou aposentada, “30 anos se passaram” tão rápido.
Obrigada amigas do Centro de Vigilância Sanitária do Estado.