jornaldejales@melfinet.com.br
17 3632-1330

UMA referência importante para quem se preocupa com questões voltadas para a preservação das condições de vida são as ações desenvolvidas no dia 21 de setembro ...

Contexto
30 de setembro de 2018
UMA
referência importante para quem se preocupa com questões voltadas para a preservação das condições de vida são as ações desenvolvidas no dia 21 de setembro, normalmente em locais adequados para uma reflexão sobre os problemas que se agravam cada vez mais, dificultando a situação, mesmo nas cidades menores, como Jales.   
  
ACONTECE
que embora sendo o mais emblemático, por envolver a comunidade escolar, quando se trata de tematizar o meio ambiente, o Dia da Árvore é apenas mais uma referência para ser levada em consideração, reforçada pelo fato de que a educação começa na infância quando se define o caráter dos que pelo resto da vida estarão se posicionando sobre questões importantes como essa para o futuro da humanidade.

A PREOCUPAÇÃO 
com a preservação das áreas verdes, envolvendo até programas oficiais como o do Município Verde Azul não deixa de ser fundamental para a preservação das espécies, mantendo a qualidade de vida das populações, com menos poluição, mais produção de alimentos e mais conforto, com um clima mais ameno.

O MEIO AMBIENTE,
no entanto, exige muito mais que isso para não ser ainda mais degradado do que já está sendo em quase todos os centros urbanos, principalmente nos maiores, onde muitas vezes falta saneamento e onde os rios e os córregos já não passam de esgotos a céu aberto ou canalizados, causando doenças e outros problemas.

A SOMA
de responsabilidades acaba sendo fator decisivo não apenas para uma mudança de comportamento, mas para ações concretas que envolvem ainda questões não resolvidas, como a da reciclagem de materiais sólidos que exigem não só campanhas de conscientização, mas acima de tudo estruturação de serviços de coleta eficientes e com recursos para proporcionar ganhos aos agentes ambientais.

ENQUANTO
não forem implementadas medidas voltadas para um planejamento adequado e de longo prazo, a sustentabilidade ambiental não passa de um ideal cultuado por muitos, mas de pouca eficiência, pelas dificuldades impostas para sua execução. (Luiz Ramires)