jornaldejales@melfinet.com.br
17 3632-1330

UM ...

Contexto
15 de maio de 2017
UM 
dos vereadores mais combativos da última legislatura, o petista Luís Fernando Rosalino reassumiu com a corda toda, para um período ainda indefinido, substituindo Luiz Henrique Viotto o Macetão (PP), que se licenciou para, como disse, colaborar nos contatos para novas conquistas para o município.

ELEITO
no mandato anterior puxado pela expressiva votação de Pérola Cardoso, mais votada do PT e que ficou em segundo lugar na classificação geral, Rosalino se destacou por sua atuação, envolvendo-se em polêmicas, principalmente quando participou de Comissões Especiais de Inquérito.  

SUA 
primeira iniciativa, ao voltar para a Câmara foi apresentar um requerimento solicitando ao prefeito Flávio Prandi Franco, o Flá (DEM) informações sobre o andamento dos contatos para acompanhar a tramitação do processo de criação da Universidade Federal do Noroeste Paulista, com sede em Jales.

O VEREADOR
quer saber quais as articulações que o prefeito e outras lideranças do município e da comunidade estão desenvolvendo para não deixar passar essa oportunidade de agilizar o processo, depois da sua aprovação na Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público da Câmara Federal.

ELE
sabe que esse foi apenas o primeiro passo, mas já é uma conquista que pode avançar se houver uma boa articulação e por isso, no seu requerimento,  pergunta quem são os interlocutores junto ao Governo Federal e ao Ministério da Educação para acompanhar o processo.

A PRIMEIRA
impressão foi a de que o vereador estava insatisfeito com a articulação em nível municipal para um trabalho tão importante, mas depois da sua fala, na sessão do dia 8, em entrevista ao Jornal de Jales, ele fez questão de afirmar que na verdade o que queria era se informar melhor para poder ajudar nessa mobilização, inclusive buscando apoio de lideranças do seu partido na Câmara Federal e depois no Senado.

É PRECISO
empenho para que o processo continue tramitando nas demais comissões, como afirmou o vereador, destacando que a reivindicação de uma universidade federal para Jales vem desde 2005 e agora chegou a hora de unir as forças para que esse sonho dos jalesenses se transforme em realidade.

COMO PROFESSOR
com mestrado, Rosalino sabe muito bem o que está fazendo, retornando à Câmara com foco em um tema que além de extremamente relevante, é da sua área. E mais: como presidente do Diretório Municipal do PT ele também sabe que com tudo o que está acontecendo em Brasília não deve ser difícil mobilizar parte da bancada petista em torno de uma causa tão simpática ao eleitorado da região.