segunda 06 julho 2020
Esportes

Ultramaratona bate recorde de participação

Cerca de 400 pessoas entre atletas e acompanhantes estiveram em Jales no dia 8 de março quando aconteceu a 4ª. Edição da Ultramaratona Rural Desafio Grandes Lagos, prova de 65 quilômetros, saindo de Jales e terminando às margens do Rio Paraná, em Santa Clara D’Oeste. 
A cada ano a maratona vai conquistando adesões no estado e no país, sendo que desta vez houve participantes de várias cidades do Estado de São Paulo, além de Jales,  como São José do Rio Preto com mais 100 Atletas, Ribeirão Preto, Browdoski, Monte Alto, Monte Azul Paulista, Presidente Prudente, Marília, Suzano, Adamantina, Ilha Solteira, Santa Fé do Sul, Votuporanga, Fernandópolis, Ouroeste, Estrela D’Oeste e Macaubal. Outros estados como Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Goiás e Paraná, também participaram com seus atletas. 
O Desafio Grandes Lagos vem ganhando destaque devido sua logística e integração entre os atletas individuais e equipes, pois ao mesmo tempo em que estão competindo, eles se ajudam no percurso, este é o grande diferencial da prova. 
Este ano as equipes foram largadas em ondas: às 5:20 largou o grupo que iria correr Solo, às  5:30 largaram as Duplas, às 5:40 largaram os Trios, às 5:50 largaram os Quartetos e às 6:00 largaram os Quintetos. 
O nível de competitividade este ano foi considerado muito bom com muitas equipes disputando metro a metro até a linha de chegada. 

PERCURSO
A prova sai de Jales, atravessa toda a Avenida João Amadeu, segue pela Avenida das Palmeiras, continua na Estrada do Café, antes de chegar na Rodovia Eliezer Montenegro Magalhães entra à direita em uma estrada de terra, conhecida como antiga Estrada Boiadeira, passa ao lado de Urânia, atravessa Santa Salete e Santana da Ponte Pensa, sai do lado de Três Fronteiras, segue sentido Rodovia Euclides da Cunha, atravessa a rodovia, segue no sentido Santa Fé do Sul por estrada de terra, atravessa a vicinal que vai para Santa Rita, passa por dentro de Santa Clara D’Oeste e termina às margens do rio Paraná. 
Durante o percurso as equipes acompanham seus atletas, dando todo o suporte como hidratação, com água fornecida na largada para todos que vão participar da prova. 
Este ano houve quebra de recorde do tempo no masculino e no feminino. O grande campeão foi Marcelo Rocha que correu os 65 quilômetros em 4:53:23. E a grande Campeã foi a atleta Rosemeire Santana Arena com o tempo de 6:21:04. 
Marcelo Rocha é corredor profissional de Adamantina, da equipe Marcelo Rocha Team e Rosemeire Santana é de Mirassol, da equipe Cozimax. 
A ultramaratona tem uma ligação direta com o turismo rural, pois além de divulgar a região também contribui com a economia, com pessoas vendendo produtos no percurso da prova e no local de chegada foi montada uma loja de artigos esportivos e uma banca de comida natural. 
A ultramaratona contou com o apoio dos patrocinadores e apoiadores como Água Yanni, Distribuidora Mendonça, Mini Rapadura Tijolin, de Rio Preto, Unijales, Agromec e as prefeituras, principalmente  Santa Clara D’Oeste. 

Desenvolvido por Enzo Nagata