jornaldejales@melfinet.com.br
17 3632-1330

TUDO A VER – Quando tocou no assunto pela primeira vez com a direção do Jornal de Jales a respeito da viabilidade de realização de um simpósio sobre combate à corrupção ...

Fique Sabendo
26 de agosto de 2018
Renata Abreu, presidente nacional do “Podemos”, e o deputado federal Sinval Malheiros prestigiaram lançamento da candidatura de Luís Henrique
TUDO A VER – Quando tocou no assunto pela primeira vez com a direção do Jornal de Jales a respeito da viabilidade de realização de um simpósio sobre combate à corrupção e ao mesmo tempo alusivo à comemoração dos 30 anos da Constituição, o Procurador da República em Jales, José Rubens Plates, recebeu a informação de que algo desta natureza tinha tudo a ver com a cidade, já que um dos signatários da Constituição fizera carreira política em Jales —o deputado federal Roberto Rollemberg. Animado, ele foi além e revelou que, no início de carreira, designado para trabalhar em Ji-paraná (Rondônia), ele promoveu algo semelhante que teve boa repercussão. 

METRALHADORA GIRATÓRIA – A performance do advogado Guilherme Batocchio, primeiro palestrante do simpósio, deve ter surpreendido até os organizadores. Convidado para falar sobre “O direito de defesa nos 30 anos da Constituição Federal”, ele não teve meias palavras. Segundo Batocchio, a Constituição representou um atraso na medida em que teria dado superpoderes ao Ministério Público e, em consequência, reduziu o direito de defesa necessário para o exercício da advocacia. Atacou duramente o que ele chamou de desvios da Operação Lava Jato cometidos pelos procuradores, forçando delações premiadas feitas por réus presos.  Quando se referia ao juiz Sérgio Moro, ele não o chamava pelo nome, chamando-o apenas “ao juiz de Curitiba”. Batocchio foi aplaudido de pé por 80% da plateia, constituída, em maioria, por advogados e estudantes de Direito.

FOGO DE ENCONTRO- Guilherme Batocchio não ficou sem resposta. Escalado para falar logo depois dele sobre “Obrigações processuais penais positivas e a efetividade na punição dos crimes de corrupção”, o Procurador da República Douglas Fischer acabou dedicando mais da metade de sua fala para tentar rebater o que dissera o antecessor. Defendeu com unhas e dentes a atuação dos procuradores que atuaram e ainda atuam na Operação Lava Jato. Elegantemente, como convém a operadores do Direito, reservou até pequena ironia ao primeiro palestrante, referindo-se a medida jurídica concedida a cliente de um famoso advogado. Não citou o nome, mas pelas dicas que deu só poderia ser José Roberto Batocchio, um dos advogados de Lula e  pai de Guilherme. Atualmente lotado na Procuradoria Regional da República da 4ª Região, o palestrante atuou de 2013 a 2017 como Coordenador Jurídico do Grupo de Trabalho da Operação Lava Jato junto ao gabinete de Rodrigo Janot. 

PUNHOS DE RENDA – Se no período da manhã o simpósio pegou fogo, à tarde a temperatura voltou ao normal. Tanto o advogado Gustavo Badaró, professor titular na Faculdade de Direito da USP, que falou sobre “A aplicação do Direito Penal nos 30 anos da Constituição Federal”, quanto o ex-Procurador Geral, Rodrigo Janot, que abordou “As marchas e contramarchas do combate à corrupção”, evitaram a tropa de farpas. 

SANDÁLIAS DA HUMILDADE – Registre-se: os repórteres de rádio e jornal que cobriram o evento rasgaram elogios a Rodrigo Janot. O ex-PGR atendeu a todos com atenção e sem mostrar cara de enfado.   

PAI DE PEIXE – Satisfeito com a repercussão do simpósio, o advogado Marlon Livramento, presidente da Subseção da OAB de Jales, parceira do evento, gostou muito de ver seu pai, o advogado Geraldo Livramento, autografando o livro “O novo Código de Processo Civil”. Também autografaram suas próprias obras nos intervalos das palestras o promotor de justiça Horival Marques de Freitas Junior, o procurador Douglas Fischer, além de Eduardo Camargo Outeiro Hernandes e Pedro Antônio de Oliveira Machado. 

LARGADA – Os candidatos a deputado já colocaram o bloco na rua. Luiz Henrique Moreira, candidato   pelo “Podemos” iniciou sua caminhada rumo à Assembleia Legislativa domingo, dia 19, em clima de convenção norte-americana  com a presença da presidente nacional do partido, Renata Abreu, domingo, dia 19, no Galdino Eventos,  além de comitivas de várias cidades do interior e região metropolitana da capital.   Três dias depois, o empresário e  ex-deputado federal Vadão Gomes,  reuniu o prefeito Barão Lopes  e cinco vereadores de Estrela d’Oeste para hipotecarem apoio ao ex-pupilo. 

PRESTANDO CONTAS –Já o time da deputada estadual Analice Fernandes, do PSDB, inundou a cidade a cidade na madrugada de quinta-feira, 23, colocando em cada residência uma revista com as realizações da campeã de votos na cidade natal.

TALHERES – O deputado estadual Itamar Borges, do MDB, também não ficou atrás. Na noite de anteontem, dia 24, ele promoveu oficialmente o lançamento de sua candidatura em Jales reunindo correligionários e simpatizantes no Sato Buffet. 

APOIO CABEÇA- O delegado Sakashita (PHS) anda preferindo outro caminho, buscando apoio da Polícia Civil. De quebra, vai comendo pelas beiradas postando fotos com celebridades, como o escritor Augusto Cury.