jornaljales@gmail.com
17 3632-1330

Tolstoi tinha razão

Editorial
04 de agosto de 2019
Não foram poucas as vezes que os articulistas deste jornal recorreram a uma frase de Tolstoi, escritor russo que viveu no século XIX, para tentar dar ênfase à importância de todos refletirem sobre a realidade local e regional como ponto  de partida para a compreensão do que acontece nos grandes centros.   
Do alto da bagagem de quem sabia das coisas, Tolstoi cunhou uma frase que, redimensionada para os tempos algo sombrio que o país está vivendo, tem o efeito de um facho de luz: “conhece a tua aldeia e sê universal”.
Trocando em miúdos, ele queria dizer que, de nada adianta falar de cor e salteado sobre os problemas de uma metrópole como São Paulo e, em contrapartida, não conseguir discorrer dois minutos a respeito do universo ao nosso redor.   
Vista desta forma límpida e cristalina, é impossível ignorar a importância do IV Seminário de Agroecologia e Agricultura Orgânica programado para os dias 7 e 8 de agosto, na Escola Vocacional. 
O leitor poderia perguntar de que trata este seminário, se é mais um encontro enfadonho de técnicos discutindo o sexo dos anjos e tomando o precioso tempo da plateia sem consequências práticas. 
Na verdade, o tal seminário é exatamente o contrário disso. Em primeiro lugar, até onde a vista alcança, trata-se de um fórum de discussões sem estrelismos.
Ao invés de donos da bola ou de supostos sabichões tirando onda de reis da cocada, o ritmo dos debates será coletivo, sustentado em palestras, oficinas e mesas redondas, com espaço para que todos possam relatar suas experiências em termos de produção e comercialização de orgânicos.
Alguns números servem para dar subsídio a esta linha de raciocínio. Na edição de 2018, este mesmo seminário reuniu aproximadamente 700 pessoas oriundas de 61 municípios não somente do Estado de São Paulo, mas também de Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Paraná e até do Distrito Federal.      
E não é só. Além das trocas de experiências sobre o que está acontecendo na área, os organizadores programaram paralelamente ao seminário a Feira de Produtos Orgânicos e a Feira de Saberes, Sabores e Sementes.
Um derradeiro aspecto que dá atestado de credibilidade ao encontro é o fato de que o Seminário de Agroecologia e Agricultura Orgânica tem a chancela de de instituições respeitáveis do ponto de vista técnico no mundo acadêmico como o Centro Paula Souza (Fatec e Etec), universidades, conselhos representativos dos profissionais da engenharia e agronomia, além do respaldo da Prefeitura de Jales e o apoio da Diocese de Jales.
E voltando aos primeiros parágrafos, é bom lembrar que este encontro de trabalho voltado para a agricultura orgânica acontecerá exatamente nos dias em que discute em Brasília a liberação de agrotóxicos.
Em resumo, Tolstoi tinha razão.