jornaljales@gmail.com
17 3632-1330

Tiquinho é eleito presidente da Câmara para os próximos dois anos

Por Luiz Ramires
11 de dezembro de 2018
A nova Mesa Diretora da Câmara terá Tiquinho como presidente, Zanetone como vice, Bismark como primeiro secretário e Pintinho como segundo-secretário

O vereador Nivaldo Batista Oliveira, o Tiquinho (PSD), foi eleito presidente da Câmara para o período 2019/21020, depois de alguns dias agitados, com muitas conversas de bastidores que resultaram na sua aprovação com os votos de 8 dos 10 vereadores.

Até sexta-feira, duas chapas, cada uma com cinco apoiadores, estava na disputa, tendo como candidato a presidente da segunda o vereador Fábio Kazuto Matsumura (PSB) que no dia da eleição, segunda-feira, dia 10 de dezembro, à tarde acabou desistindo da disputa.

Kazuto disse, ao Jornal de Jales, que pretendia levar a disputa até o fim, mas depois refletiu melhor quando avaliou que seria mais produtivo e responsável abrir mão da sua candidatura como forma de evitar rachas que poderiam comprometer o bom relacionamento entre os demais vereadores, quando o que se pretende é a união de todos, num esforço comum pelo desenvolvimento da cidade. Ele acredita que Tiquinho fará um bom trabalho, contando sempre com o seu apoio em tudo o que for de interesse do município.

A chapa de Tiquinho tinha ainda o vereador João Valeriano Zanetone (PSB) como vice-presidente, Bismark Kuwakino (PSDB) como primeiro secretário e o atual presidente, Vagner Selis, o Pintinho (PRB), como segundo secretário.

Tiquinho só não teve os votos de Adalberto Francisco de Oliveira Filho, o Chico do Cartório (MDB), que se absteve de votar para presidente e Tiago Abra que anulou seu voto em Tiquinho. Os dois, no entanto, deram seus votos para os demais componentes da chapa.

Tiago alegou que não votou em Tiquinho porque ele teve pouca participação nos trabalhos, durante o ano legislativo, mas o presidente eleito nega. Ele afirma que mesmo tendo suas atividades como empresário, sempre participou das discussões e esteve presente em todos os momentos importantes da Câmara, não só agora, mas em todos os anos, desde quando foi eleito vereador pela primeira vez.

Tiquinho também lembra que sua atuação como presidente em 2015 e 2016, um período como ele disse, muito tumultuado, quando chegou a assumir a Prefeitura por duas vezes, foi reconhecido pelos seus pares, não só naquele período, como agora, tanto que o elegeram novamente, para mais dois anos.