jornaldejales@melfinet.com.br
17 3632-1330

Tendências Tecnológicas para 2018 – Parte 1

por Prof. Esp. Jorge Luís Gregório
08 de janeiro de 2018
Prof. Esp. Jorge Luís Gregório
Quando o assunto é tecnologia, podemos afirmar que vivemos uma era de ouro.  As inovações não acontecem mais de ano em ano, como era no início do século passado. Todos os dias nos sites de notícias é possível encontrar um novo conceito, uma nova ideia ou um novo produto. Mesmo que uma ideia ou conceito não seja aplicado imediatamente, a partir do momento em que as pessoas e empresas veem potencial, são iniciadas pesquisas e investimentos. Assim, podemos detectar tendências no curto, médio e longo prazos. Sendo assim, no texto de hoje apresentarei algumas tendências tecnológicas que prometem impactar 2018.
Drones: de acordo com a consultoria Gartner, há hoje nos EUA cerca de 3 milhões de drones voando pelo país. As atividades são as mais variadas: mapeamento de territórios, fotografia em eventos, pesquisas científicas, marketing e até entrega de produtos. Na China, o crescimento do uso desses dispositivos é muito grande, pois, além do governo, há diversas empresas explorando suas diversas aplicações. No Brasil, há cerca de 23 mil drones registrados na Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), órgão governamental que regulamenta o uso de drones no território nacional. Devido à queda de preço e, principalmente, à possibilidade de poder montar um “drone caseiro”, a tendência é que o uso desses dispositivos cresça, o que fará surgir novas e inesperadas aplicações. Além dos drones aéreos, há também os terrestres, aquáticos e subaquáticos, que são explorados de muitas maneiras pelo mundo. 
Realidade Virtual (RV) e Realidade Aumentada (RA): as aplicações de imersão que a RV proporciona são alvos de estudos nos mais diversos campos. Há diversas empresas explorando ideias fantásticas, como fazer com que uma pessoa seja imersa dentro de um estádio de futebol e assista ao vivo ao jogo do seu time favorito. A RV também está sendo usada para o tratamento de fobias, fazendo com que o paciente seja imerso por etapas em cenários que lhe causam medo, visando um tratamento progressivo. Já a RA, cujo “boom” ocorreu em 2016 com o lançamento do game “Pokémon Go”, está sendo explorada de diversas formas, principalmente no meio educacional e industrial. Empresas estão criando aplicativos móveis capazes de unir o mundo real ao mundo virtual. Imagine você apontar o seu smartphone para um esqueleto e aparecer na tela as explicações detalhadas de cada osso. Fantástico não? A tendência é que em 2018 surjam novos produtos comerciais que utilizam RV e RA. 
Internet das Coisas (IoT – Internet of Things): a IoT é um dos temas mais discutidos atualmente. A ideia de conectar qualquer coisa à internet é algo tão fantástico que parece ter saído de um livro de ficção. Entretanto, a cada dia a IoT ganha mais investimentos, principalmente por parte de grandes empresas. A agricultura é um dos setores mais beneficiados por ela, porém, a ideia de conectar sensores aos objetos do mundo real para captar dados e explorá-los de diversos meios faz com que diversas aplicações sejam possíveis em diversos campos de estudo. Com a IoT é possível, por exemplo, conectar um sensor a uma pessoa e monitorar sua saúde. Outras aplicações possíveis são: o travesseiro inteligente capaz de monitorar a qualidade do sono de uma pessoa; o dispositivo que, quando acoplado a um smartphone, permite um beijo a distância; veículos inteligentes capazes de perceber o comportamento e as condições do motorista, impedindo que ele dirija embriagado; dispositivos capazes de controlar o consumo de água e energia elétrica de uma residência; e diversas outras aplicações que certamente se tornarão viáveis comercialmente em 2018.
Além dessas, outras tendências prometem impactar o cenário tecnológico em 2018, tais como o aumento do uso da Inteligência Artificial, aplicativos inteligentes, computação em nuvem e diversos outros conceitos importantes. No próximo texto, apresentarei algumas dessas ideias. Até lá!

Prof. Esp. Jorge Luís Gregório
Docentes da FATEC Jales
fatecnologia@fatecjales.edu.br