jornaljales@gmail.com
17 3632-1330

Suspeita de intoxicação lota hospitais de Ilha Solteira e Santa Fé

Douglas Cossi Fagundes - Ilha de Notícias
02 de janeiro de 2020
O festival de música eletrônica que acontece desde a última sexta-feira (27) e termina hoje, 2 de janeiro, na “Ilha Paraíso”, é suspeito de intoxicação dos participantes da festa que lotaram os hospitais das duas cidades

Dezenas de participantes do “Yanomani”, festival de música eletrônica que acontece desde a última sexta-feira (27) e termina hoje, 2 de janeiro, na “Ilha Paraíso”, que fica próxima da divisa entre Ilha Solteira e Santa Fé do Sul, lotaram os hospitais destas duas cidades, com suspeita de intoxicação.

Um ônibus, cheio de participantes do festival, chegou ao hospital na manhã desta terça-feira (31), pouco antes das 10h. A informação é que a UPA de Santa Fé do Sul também ficou lotada.

Segundo apurou o ilhadenoticias.com, os primeiros sintomas começaram a surgir na noite de segunda-feira (30), quando as pessoas começaram a procurar uma unidade de atendimento que funciona dentro do festival.

Em pouco tempo a procura se multiplicou e os doentes passaram a ser levados para Ilha Solteira e Santa Fé do Sul.

De acordo com reportagem da Rádio de Santa Fé do Sul, participantes relataram dor de barriga, náusea, tontura, dores de estômago e diarreia.

A suspeita principal é de intoxicação pela água, mas não se sabe se pelo consumo ou pelo banho no local.

O Hospital de Ilha Solteira informou que um grande número de pessoas passaram pelo local na terça-feira (31), mas nenhum com gravidade e sem necessidade de internação.

Todos foram avaliados, orientados e tomaram medicação.

O FESTIVAL

O Festival Yanomani reúne desde sexta-feira cerca de 4 mil pessoas, vindas de várias partes do Brasil. É o maior evento de música eletrônica já realizado no local.

A maioria das pessoas estão acampadas no local e parte delas fazem o próprio alimento. Também há praça de alimentação funcionando durante o evento.

A ilha possui, ainda, uma prainha, bastante frequentada. Vale ressaltar que o local também sedia o “Atlântida”, outro festival de música eletrônica realizado com sucesso anualmente.

Mas problema do tipo nunca foi registrado. A organização do festival, por enquanto, não se manifestou. A informação é que a água do local já estaria sendo analisada.


Por Douglas Cossi Fagundes - Ilha de Notícias