jornaldejales@melfinet.com.br
17 3632-1330

SONHO REALIZADO: Concerto “Demerara em Casa” relembra velhos tempos e saudade

por Bruno Gabaldi
23 de dezembro de 2018
A noite foi muito especial para os músicos jalesenses Felipe Delatorre e Neto Ferreira, que estavam ansiosos em apresentar para os amigos e o público local
Boa música, emoção e aplausos. Foi nesse tom que os músicos jalesenses Felipe Delatorre e Neto Ferreira, que formam a dupla Demerara, se apresentaram no dia 15, sábado, nas dependências do Centro Cultural Dr. Edílio Ridolfo, o Teatro Municipal de Jales.
O show superou as expectativas do grande público que compareceu para prestigiar o evento. Realização da Escola Livre de Teatro e apoio da Secretaria de Esportes, Cultura e Turismo.
Radicados em São Paulo/SP, os amigos tinham grande vontade de um dia se exibirem no palco do teatro de Jales. E com a saudade cada vez mais apertada pela distância, várias músicas autorais foram compostas pela dupla que tem como estilo musical o folk, não deixando de ser MPB (Música Popular Brasileira). Algumas composições como “Em Dias Como Hoje”, “Pedra e Papelão”, “Amanhã” e “Pedaços de Canções” foram tocadas.
A dupla também dividiu palco com Thiago Juliani e Laura Moraes, que tiveram participações especiais.

VALORIZAÇÃO
Felipe e Neto recordaram os tempos de infância em que iam ao teatro assistir shows e disseram que este tipo de evento tem que acontecer com mais frequência na cidade. “Jales é nossa casa, amamos Jales e nossa região e o teatro é a casa de cultura do município, esse espaço tem que ser valorizado e esse tipo de evento tem que acontecer mais. A gente vinha aqui pequenininho e dizia: nossa tocar no teatro é muito massa!” “Agradecemos a todos nossos apoiadores e em especial o Clayton Campos, que é diretor da Escola Livre de Teatro. Era uma ideia que já estava na cabeça e aí encontramos alguém disposto a ajudar-nos e deu no que deu”, afirmaram.

A DUPLA
Felipe e Neto são amigos desde muito cedo. Começaram a tocar juntos em uma banda que se chamava “Sujeito Lógico” na própria escola e daí nasceu a paixão pela música até ganharem espaço como dupla em São Paulo/SP.
Hoje, a dupla tem o nome Demerara por ser um tipo de açúcar que, segundo eles, nasceu pelo fato de discutirem os projetos tomando café com esse açúcar.