jornaljales@gmail.com
17 3632-1330

Segundo tempo de seleção e classificação merecida

Por Eduardo Martins
30 de junho de 2019
Eduardo Martins
Foi sofrido! Após péssimo primeiro tempo e atuação convincente na etapa final, o Brasil não conseguiu superar a retranca paraguaia e a grande noite de Gatito Fernández, mas derrotou o rival nos pênaltis e está classificado para a semifinal da Copa América.
Em mais uma partida que o time de Tite teve dificuldades para balançar as redes diante de uma equipe inferior tecnicamente, porém organizada, o destaque no setor ofensivo ficou por conta de Everton, enquanto Firmino e Coutinho decepcionaram.
A capacidade de Cebolinha partir para cima da defesa rival e romper com linhas bem postadas é algo que a cada dia chama mais atenção. Firme, veloz, sempre jogando em direção ao gol e com boa finalização, o camisa 19 deu trabalho para os paraguaios e por pouco não foi premiado com o gol da classificação.
Em relação a Firmino e principalmente Coutinho, a frustração é a melhor palavra para definir os dois na partida da última quinta-feira. O atacante do Liverpool teve enormes dificuldades diante da boa marcação de Gustavo Gómez e Balbuena, não encontrou espaços para finalizar e pouco ajudou na criação de jogadas.
O baixo rendimento de Coutinho nesta Copa América é algo que deve ser avaliado pela comissão técnica que precisa encontrar alternativas para o camisa 11. O jogador do Barcelona tinha tudo para ser o “cara” da seleção na ausência de Neymar, porém o atleta até agora não assumiu essa responsabilidade e também mostra dificuldades para encontrar as melhores opções no setor ofensivo.
Em meio a esses problemas, Alisson foi o grande herói da noite e o maior responsável pela classificação. Após temporada espetacular no Liverpool premiada com o título da Liga dos Campeões, o camisa 1 fez brilhante defesa no tempo normal em finalização de Derlis González e nos pênaltis foi decisivo na cobrança do palmeirense Gómez.
Pensando na semifinal, o Brasil necessita jogar mais e, se quiser conquistar o título sul-americano, Tite terá que buscar soluções para furar as fortes defesas adversárias. Além disso, a comissão técnica precisa encontrar uma forma de Firmino e Coutinho renderem e serem protagonistas junto com Gabriel Jesus e Everton. Se isso ocorrer, já será um passo importante na busca pelo 9º título da Copa América.

Eduardo Martins 
 (jalesense, aluno do 3° ano de jornalismo da PUC-Campinas)