jornaldejales@melfinet.com.br
17 3632-1330

Secretária nega falta de vacina contra febre amarela no município

por Luiz Ramires
21 de janeiro de 2018
A secretaria Maria Aparecida afirma que não está faltando vacina e que mais de 80% da população já foi vacinada
Ao contrário de outras regiões do estado, o problema da febre amarela por enquanto está controlado em Jales e na região, como informou a secretária municipal de Saúde, Maria Aparecida Moreira Martins. Ela afirma que mais de 80% da população já foi vacinada e aconselha quem ainda não tomou a vacina a procurar um dos locais onde a mesma está sendo aplicada normalmente. 
A secretária destacou que por enquanto nenhum caso da doença foi registrado na região. O que houve foi a intensificação da vacinação depois que alguns macacos contaminados foram encontrados perto de São José do Rio Preto, no início do ano passado. Durante todo esse período, os municípios da região têm sido abastecidos normalmente com a vacina.
Em Jales, a vacinação acontece nas unidades de saúde. Para receber a vacina é preciso apresentar a carteira de saúde. Se ainda não foi vacinada a pessoa toma uma única dose que vale para o resto da vida. Apenas as unidades de saúde do Jardim Oiti e do Jardim América não estão vacinando, mas os interessados em receber sua dose podem se dirigir a outra unidade que serão atendidos sem problema. 

ESTADO
A Organização Mundial da Saúde (OMS) passou a recomendar nesta terça-feira a vacinação contra febre amarela para todos os viajantes internacionais que visitem qualquer área do Estado de São Paulo, onde foram registradas 11 mortes, nos primeiros 16 dias do ano. O maior número de casos da doença aconteceu em Mairiporã, na Grande São Paulo, onde na última terça-feira foi decretada situação de emergência e calamidade pública, depois da Prefeitura registrar 11 casos positivos, com seis mortes, sendo que outros casos ainda estão sendo investigados.
Uma campanha de vacinação em todo o país está sendo anunciada para fevereiro e março, com doses fracionadas. O objetivo do fracionamento é conseguir atender a um número maior de pessoas.