domingo 12 julho 2020
Leitores

Saúde pública está um caos

Como seria bom se tivéssemos um bom serviço de saúde e sempre pudéssemos usá-lo em atendimento médico.  Quando pensamos em atendimento por excelência logo pensamos num Plano Privado, mas estou aqui para falar não do Plano Privado, mas de um bom Plano Público. Com a pesada carga tributária (impostos) que nós brasileiros arcamos, no mínimo que se espera é a sua contraprestação nas três necessidades básicas: saúde, segurança e educação. 
Mas o que se vê  é uma saúde pública sucateada, precária e medíocre, que vem por anos e décadas se arrastando até chegar ao caos que hoje se encontra e um Estado que não dá nenhuma importância aos gritos dos desesperados em uma população que clama por ajuda e socorro. Cansei de apostar na saúde que aguenta mais um tempo. O que se vê pelas autoridades responsáveis é tal de tapa buraco aqui e outro ali, não é solução e sim uma contribuição a mais para que se agrave cada vez mais esta situação ao qual se encontra a saúde brasileira. Isso é indignação quando se exige num país que mais arrecada imposto no mundo, não oferecer a população uma saúde de qualidade, é de arrepiar. Essa situação de descaso vem afetando milhares ou milhões de brasileiro que buscam incansavelmente por um tratamento, mas infelizmente não está tendo êxito. Pergunto, será que os governantes sabem o que é sofrer com uma enfermidade? Imaginem o que é uma angústia uma espera, que muitas vezes tem um final trágico? Está faltando interesse ou preocupação com a saúde? Ou será desvio de prioridades? 
Saibam amigos leitores: que sinto que nossa saúde pública esta na UTI e precisa ser cuidada. 
Os governantes precisam parar de ser omissos e desviando-se da responsabilidade e quem sabe decretar de vez a falência. Não podemos fechar os olhos e deixar acontecer, pois a população pode ser penalizada. Estamos falando de vidas que muitas vezes são ceifadas, por falta de um atendimento e tratamento. O que o povo merece é um tratamento digno. 
Um testemunho que aconteceu comigo. No ano passado precisei fazer uma endoscopia, e como cidadão que pago impostos em dia, resolvi procurar o sistema de saúde pública, no intuito de fazer um teste de como seria atendido. Acreditem: já faz quase um ano e ainda não me chamaram para fazer o exame e, claro, percebendo a situação paguei um exame em particular. Agora pergunto: se fosse um caso de urgência? 
Dias depois fiquei sabendo por outras fontes que o município só conta com um médico e somente um aparelho para atender a demanda, e que o mesmo estava quebrado. Lamentável. Senti na pele o descaso, mas a sorte é que graças a Deus, tenho alguns recursos para pagar o devido exame. E aquele que não tem condições como ficaria? Deixe como está. Os políticos e governantes quando necessitam de um atendimento médico não passam por essa situação e sim com o dinheiro público pagam os melhores hospitais e médicos do Brasil.
Só digo uma coisa: que os incompetentes peçam par sair.

Osmar Gabriel 
RG 8.320.382
Corretor de imóveis
Desenvolvido por Enzo Nagata