jornaljales@gmail.com
17 3632-1330

Sarau de História aborda “Viva a Diversidade Étnico-Racial”

Por Daniel Zilio
03 de novembro de 2019
Alunos de Artes Visuais apresentaram um musical homenageando o cantor Cartola
O curso de História da Unijales, coordenado pelo professor doutor Silvio Luiz Lofego, realizou mais uma edição do sarau, no dia 17 de outubro. O evento aconteceu na Chácara Nosso Recanto, no bairro Parque das Flores. 
O tema abordado foi “Viva a Diversidade Étnico Racial”. O objetivo de expor o tema foi mostrar a diversidade e a interdisciplinaridade como caminhos a cultura do respeito à dignidade humana.
Esse ano, não só curso de História organizou o sarau, mas Artes Visuais, Geografia e Matemática.
Os alunos de Artes Visuais apresentaram musicais, cantando “As rosas não falam” e “Preciso me encontrar” de Cartola. Também teve leituras de poemas e teatro de sombras, sobre o tema.
No Sarau estiveram presentes o coordenador do curso e vice-reitor acadêmico da Unijales, Silvio Luiz Lofego, os professores, Léo Huber, Alessandro Cavichia, José Renato e Tainan Martins.
 “O Sarau cultural, iniciado em 2002, pelo curso de História, tinha como proposta criar um espaço para o protagonismo discente. Um espaço capaz de fazer aflorar a sensibilidade para novas visões de mundo e tornar mais perceptíveis novas possibilidades oferecidas por outras linguagens. E, nesse aspecto, o Sarau, nos últimos anos, ganhou força e conseguiu consolidar sua proposta ao juntar outras licenciaturas, como ocorreu no último dia 17. Nessa ocasião, os cursos de Artes Visuais, Geografia e Matemática, somaram-se ao de História e deram um verdadeiro show de interdisciplinaridade. Em comum, os alunos exercitaram a criatividade e desenvolveram atividades enriquecedoras à sua formação ao trabalharem com música, poesia, dança e teatro, abordando espetacularmente temas relacionados as relações étnicos-raciais. Desse modo, nossos futuros professores puderam descobrir suas potencialidades, exercitarem o protagonismo e valorizar a integração cultural e, ainda, contribuir para o desenvolvimento socioemocional”, disse o coordenador do curso de História e idealizador do Sarau, Silvio Lofego.
No final da exposição dos trabalhos, todos participaram de um delicioso jantar.