Fique Sabendo

RISCA-FACA – A campanha para as eleições municipais nem começou, mas a temperatura anda elevadíssima nos bastidores da política jalesense.

RISCA-FACA – A campanha para as eleições municipais nem começou, mas a temperatura anda elevadíssima nos bastidores da política jalesense. Embora os grupos concorrentes não demonstrem publicamente, sabe-se que está rolando um festival de golpes abaixo da linha da cintura e, se o ambiente continuar assim, a Justiça Eleitoral vai ter muito trabalho. Enquanto isso, como não quer nada, a chamada Terceira Via vem mexendo os pauzinhos e comendo pelas beiradas...

REGENTE – Atento observador da cena política local, um bem humorado internauta, o Carlos Castelo Souza, acha que o extrovertido vereador Luís Henrique Viotto, ex-PP, hoje no PSD, não é mais aquele. Depois de ver imagens que rolaram na internet sobre a manifestação dos moradores do Conjunto Habitacional Honório Amadeu, segunda-feira, em frente à Câmara, Carlinhos ficou com a impressão de que o experiente vereador precisa ensaiar melhor suas performances. “Ele tentou fazer o povo gritar “Fora, Flá” umas três vezes e ninguém o acompanhou...”, registrou o leitor da edição digital em post à coluna.  

FOGO AMIGO – Outro que não deu mole para Henrique foi seu ex-companheiro de partido Tiago Abra, ex-PP, hoje no MDB. Na tribuna da Câmara, Tiago ameaçou denunciar o colega ao Conselho de Ética e Decoro Parlamentar por entender que, ao estimular a manifestação, ele provocou aglomeração, o que é terminantemente proibido pelas autoridades sanitárias nestes tempos de pandemia. Se a ameaça de Tiago se concretizar, Henrique vai provar seu próprio veneno, pois ele é o presidente daquele colegiado...   

RESPIRO – Embora a vida esteja dura para todos, o ambiente não é só de choro e ranger de dentes. Os mais recentes números do CAGED, órgão oficial que mede o número de admissões e demissões de trabalhadores com carteira assinada, aponta que, em maio, Jales foi a cidade da região que menos demitiu— 68. O placar desfavorável aponta, pela ordem, São José do Rio Preto (1.725), Votuporanga (378), Catanduva (178), Santa Fé do Sul (139). Mirassol (131).  

TERMÔMETRO – Na mesma linha de pensamento, só que em outra dimensão, vale registrar aqui, até porque não pediram sigilo, o que disseram à coluna dois empresários pesos-pesados. O bem sucedido Júlio Cervantes, da Luís Móveis, por exemplo, contou que a empresa vendeu 36% a mais no mês de maio. Por outro lado, José Pedro Venturini, que comanda um complexo empresarial que tem tudo a ver com construção civil, garantiu que aquele segmento está em curva ascendente, o que coincide com números revelados por órgãos representativos da categoria, conforme publicaram jornais impressos e mídia televisiva.   

ALTO LÁ – Para evitar contaminações de Covid-19, alguns prefeitos estão jogando pesado. Por exemplo, em Iguape, no Vale do Ribeira, quem não mora lá só entra na cidade por motivo plenamente justificado. O rigor ficou ainda maior neste mês de julho por conta de festividades religiosas que normalmente atraem milhares de romeiros. Na semana passada, por exemplo, fonte da coluna garantiu que o prefeito Flávio Prandi Franco teve que acionar sua agenda de contatos em favor de um colega dos tempos de faculdade, o médico veterinário, que mora em Rio Verde-Goiás.  

PASSAPORTE- O uraniense queria simplesmente buscar uma pessoa da sua família que estava em Iguape, mas não conseguiu entrar na cidade, tendo que dormir em Miracatu, a 60 quilômetros de distância.Foi aí que, segundo um amigo comum, ele se lembrou de Flá e pediu ajuda. O prefeito de Jales moveu céus e terras, localizou assessores do deputado Samuel Moreira, que tem base eleitoral por lá, e só depois de muita conversa, o colega de faculdade teve permissão para entrar. Mas, antes precisou mostrar documentos, número das placas do carro, dizer os nomes das pessoas que o acompanhavam e quanto tempo iria permanecer. O tempo máximo permitido para os visitantes é de três horas. 

URNA ELETRÔNICA – Altair Pazini, que fez carreira como funcionário dos Correios, quer repetir a trajetória do ex- colega de trabalho Claudir Aranda, que foi até presidente da Câmara. Ele disse a este comentarista que se filiou ao “Podemos” e vai disputar uma cadeira de vereador a convite do empresário Luís Henrique Moreira (PSDB). Vale lembrar que Pazini foi gestor do Clube do Ipê durante quatro anos. Por coincidência, o atual gestor, Robério Bandeira, agente da Polícia Federal, também filiado ao “Podemos” é igualmente pré-candidato a vereador.  

SAUDADE – A comunidade de Votuporanga e região se entristeceu na semana que passou em face do falecimento do advogado Carlos Márcio de Castro Junqueira, aos 84 anos, em Goiânia, onde vivia. Além da atividade profissional, ele teve intensa participação na vida esportiva da cidade como presidente da Associação Atlética Votuporanguense. Consta que ele peitava os boleiros metidos a besta sem precisar de seguranças. Segundo uma de suas filhas, Márcia, ele desejava que, depois de cremado, suas cinzas fossem colocadas no Estádio Plínio Marin. Por conta dos filhos Sílvia Helena , Ricardo Augusto e Sérgio Ricardo, do genro Carlos Cardozo e dos netos Patrícia, Betão e Vinicius, ele teve forte vinculação com Jales.  


Desenvolvido por Enzo Nagata