jornaldejales@melfinet.com.br
17 3632-1330

Região continua mobilizada pelo credenciamento do Hospital de Câncer

Cerca de 500 pessoas participaram da caminhada “Credencia já”, coordenada pela AVCC de Jales
10 de julho de 2016
por Luiz Ramires

Cerca de 500 pessoas participaram da caminhada “Credencia já”, coordenada pela AVCC de Jales, em defesa do credenciamento das unidades do Hospital de Câncer de Jales e Fernandópolis junto ao Sistema Único de Saúde. Durante a manifestação, na manhã do dia 3 de julho, domingo, houve coleta de assinaturas entre os participantes, para se somar às já colhidas pela AVCC em toda a região. A presidente da associação, Cidinha Iglesias, disse que o número de assinaturas poderia chegar a 20 mil, até terça-feira, dia 5, quando as mesmas seriam encaminhadas ao ministro da Saúde, Ricardo Barros, junto com a “Carta de Jales”, que justifica a necessidade do credenciamento o mais rápido possível.
A caminhada saiu da frente do hospital e seguiu até a Praça João Mariano de Freitas. Antes, houve uma concentração quando algumas lideranças ouvidas pelo Jornal de Jales disseram acreditar que a determinação do presidente interino, Michel Temer ao ministro da Saúde, para atender a reivindicação, durante audiência ao presidente da Fundação Pio XII, Henrique Prata, deve resultar no credenciamento, se não das duas unidades, pelo menos da de Jales. Mas foram unânimes em afirmar que a mobilização não pode parar, enquanto o credenciamento não for publicado no Diário Oficial da União. Foi o que afirmaram, por exemplo, a própria presidente da AVCC, o gerente administrativo do hospital, Roger Dib, o prefeito Pedro Callado, o presidente da Associação Comercial e Industrial, Carlos Roberto Altimari, a presidente do Sindicato dos Comerciários, Maria Ramires, o professor mestre Alexandre Bernardes, representando a Fatec e o coordenador do Fórum da Cidadania, Carlos Alberto Brito Neto, um dos responsáveis pela elaboração da “Carta de Jales”. 
As lideranças presentes também acreditam que o público só não foi maior em função da promessa do presidente interino, pois muitos se mostravam confiantes de que finalmente o HC estava a um passo de ser credenciado, como afirmou Roger Dib. Mesmo assim, a manifestação teve a participação de grupos representantes de vários municípios, incluindo prefeitos, vereadores, colaboradores voluntários e ex-pacientes do hospital.
O padre Arnaldo, capelão do HC, disse que esperava mais gente, mas deu para manifestar o apoio ao hospital que se diferencia dos outros hospitais, pelo atendimento humanizado, todo pelo SUS, sem que a grande maioria dos pacientes precise fazer longas viagens para ser atendida em Barretos, como acontecia antigamente.

CARTA DE JALES
A “Carta de Jales” procura chamar a atenção para a importância da unidade local do HC e para a urgência do credenciamento, lembrando as dificuldades que o hospital vem enfrentando, com um déficit mensal de R$ 2 milhões, como destacou o coordenador do Fórum da Cidadania.
O gerente administrativo do hospital lembrou a importância da carta que, como afirmou, uniu as forças políticas e dezenas de entidades da região,  apoiando formalmente o credenciamento. Ele também confirmou que o funcionamento da unidade de Fernandópolis continua normalmente, enquanto se aguarda o credenciamento.