quarta 14 abril 2021
Editorial

Questão de vida ou morte

Em 1968, o cantor Taiguara, também compositor, lançou uma canção chamada “Eu e a brisa” que fez enorme sucesso no rádio e na televisão, o que contribuiu para projetar ainda mais sua imagem dentro e fora do meio artístico.

De musicalidade rebuscada, a composição também era rica em termos poéticos e, entre outros versos, havia um de extraordinária leveza: “que o inesperado faça uma surpresa”.

Era uma canção de amor de homem para mulher, mas o tal verso serve à perfeição como metáfora ao que aconteceu na última segunda-feira, dia 8, em Jales.na Unidade de Pronto Atendimento, quando o inesperado fez desagradável surpresa.

Internada e posteriormente intubada no espaço que a UPA reserva para atender pacientes com coronavírus, a senhora, de 62 anos, acabou morrendo porque a Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde (CROSS), órgão da Secretaria Estadual de Saúde, não conseguiu uma vaga para acolhe-la, eis porque as UTIs das Santas Casas de Jales, Fernandópolis, Votuporanga, Santa Fé do Sul, e hospitais de São José do Rio Preto e Catanduva, estavam com 100% de ocupação. Nos grandes centros, nem pensar, pois o problema era o mesmo ou muito maior.

Ou seja, cenas que as redes de televisão mostram diariamente de norte a sul do Brasil, principalmente nas capitais e cidades da região metropolitana, de repente bateram à nossa porta, exigindo ações imediatas porque, com a pandemia, não tem para onde correr .

Vai daí, fiel aos princípios que nortearam seu surgimento em 1999 a partir de uma série de editoriais publicada pelo Jornal de Jales intitulada “Acorda, Jales”, o Fórum da Cidadania, instância comunitária integrada por entidades de classe, clubes de serviço, associações profissionais e instituições filosóficas, se uniu à Associação Comercial e Industrial para juntos, desfecharem em parceria com a Santa Casa, a “Campanha pela Vida”.

Afinal, a Santa Casa é um hospital filantrópico que atende pacientes de 16 municípios paulistas e também de estados limítrofes como Minas Gerais e Mato Grosso do Sul, razão pela qual o Fórum da Cidadania escolheu a sede da ACIJ, cujas empresas associadas vendem além dos limites de Jales, para, na quinta-feira, dia 11 de março, sensibilizar a região em reunião presencial e virtual.

Para motivar eventuais doadores, os coordenadores da “Campanha pela Vida” acenaram com a necessidade de aquisição de um dispositivo de suporte ventilatório não invasivo denominado “Capacete Elmo”, capaz de reduzir substancialmente o esforço respiratório dos pacientes, diminuindo sua permanência na Enfermaria Covid e abrindo vagas para outros igualmente necessitados.

A campanha capitaneada pela Santa Casa, a se julgar pelos dois primeiros dias, deverá alcançar os objetivos pretendidos. É o que todos esperam antes que o inesperado faça outras surpresas enlutando famílias.

 A ação do coronavírus e, agora, de suas variantes, é questão de vida ou morte.

Desenvolvido por Enzo Nagata