segunda 06 julho 2020
Contexto

QUANDO nos deparamos com a situação vivida pelo país, com problemas que precisam ser resolvidos com decisões políticas e econômicas em nível nacional, estadual e municipal...

QUANDO
nos deparamos com a situação vivida pelo país, com problemas que precisam ser resolvidos com decisões políticas e econômicas em nível nacional, estadual e municipal, sempre vem a questão que envolve a representatividade no sistema que se encontra trabalhando pelas comunidades e pelo desenvolvimento.

A NECESSIDADE
de termos como nossos representantes pessoas competentes e isentas de outros interesses que não sejam em benefício próprio nos leva à reflexão sobre a importância da participação da população no processo de escolha desses que conquistam seus cargos para trabalhar pelo povo.

SE
pudéssemos contar com uma atuação sempre maior e com um sentido cívico de cada eleitor em dar seu aval para quem ele acredita ter condições de  desempenhar melhor seu papel nesse mundo em que as tomadas de decisões são tão importantes, poderíamos até pensar com um certo otimismo em melhorar essa situação.

UMA
ação para procurar aumentar esse universo de eleitores de idades diferentes para que mais gente possa participar desse processo de escolha estará acontecendo a partir de amanhã até sexta-feira com a Semana do Jovem Eleitor, que nas comarcas é realizada pelo Cartório Eleitoral, como é o caso de Jales.  

O OBJETIVO
é incentivar o comparecimento às urnas dos jovens com idade entre 16 e 18 anos, procurando sensibilizar os mesmos para que votem pela primeira vez nas próximas eleições que vão acontecer este ano em outubro, para a escolha de prefeitos e vereadores. 

MAS
para isso é necessário que quem ainda não providenciou o seu título atente para o prazo que termina em 6 de maio, por conta das datas estipuladas pelo calendário eleitoral em função do próximo pleito. 

É NESSE
sentido que a semana vem para facilitar, pois nesse período esses jovens podem fazer o seu título sem agendamento, bastando levar o RG original (ou documento oficial e original com foto) e um comprovante atualizado de residência recente.

A ATENÇÃO
se volta também para a importância do voto, pois o mesmo não é obrigatório para os jovens nessa idade, inclusive para os que já têm o seu título, mas sua participação é mais um fator que pode contribuir para a escolha dos nossos políticos de forma mais representativa. (LR)

Desenvolvido por Enzo Nagata