jornaljales@gmail.com
17 3632-1330

PUNHOS DE RENDA – O empresário Luís Henrique Moreira (Podemos), candidato a deputado estadual mais votado em Jales nas eleições de 6 de outubro do ano passado, não confirma nem desmente quando alguém o cutuca sobre eventual candidatura a prefeito em 2020.

Fique Sabendo
19 de maio de 2019
Luís Henrique Moreira distribuiu rosas e abraços na véspera do Dia das Mães. Candidatura a prefeito à vista?
PUNHOS DE RENDA – O empresário Luís Henrique Moreira (Podemos), candidato a deputado estadual mais votado em Jales nas eleições de 6 de outubro do ano passado, não confirma nem desmente quando alguém o cutuca sobre eventual candidatura a prefeito em 2020. Porém, ele emite sinais cada vez mais claros de que estará no jogo. Por exemplo, no sábado passado, 11 de maio, véspera do Dia das Mães, LH amanheceu no Comboio de Alimentos (feirão) distribuindo rosas para feirantes e consumidoras. Depois, foi para o centro da cidade e repetiu a dose. A coluna apurou que, ao todo, ele distribuiu 1.000 rosas. Ao lado de Luís Henrique, estavam dois colaboradores — a ex-vereadora Pérola Cardoso, que bateu de porta em porta pedindo votos para o candidato, e José Ângelo Caparroz Vieira, que foi uma espécie de assistente pessoal dele durante a campanha.

METRALHADORA- De sua parte, o vereador Tiago Abra (PP), que não esconde de ninguém que seu projeto político tem no horizonte eventual disputa pela Prefeitura, vem preferindo o caminho do confronto. Seu alvo preferencial é o prefeito Flá, a quem não poupa ataques. Mas na penúltima reunião da Câmara, dia 6, Tiago acionou a metralhadora giratória e desferiu petardos por atacado, pegando de A a Z.  Na opinião dele, “a corja que administra a Prefeitura é a pior que já dirigiu a cidade”. “Corja”, segundo os dicionaristas, significa “conjunto de pessoas caracterizadas pela péssima índole, pelo mau caráter ou má conduta. Grupo de indivíduos vis e desprezíveis; canalhada, coletivo de ladrões, vadios ou desordeiros”. 

NA CABEÇA- João Missoni Filho é o novo presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Jales, substituindo Wilson Gilberto Donda, que permaneceu cerca de 15 anos no cargo. A missão de Missoni é árdua pois caberá a ele manter de pé uma entidade classista que já não tem o suporte da contribuição sindical, extinta pela reforma trabalhista. Mas, como ele está no sindicato desde a juventude e conhece o caminho das pedras, os companheiros de luta acreditam que ele tem todas as condições de encontrar saídas para a nova situação. 

GOL DE MÃO – Em nota divulgada na noite de segunda-feira, 13 de maio, o prefeito de São José do Rio Preto, Edinho Araújo (MDB) repudiou com veemência a citação de seu nome em delação premiada do empresário Henrique Constantino, um dos donos da companhia aérea Gol. O delator menciona suposto “benefício financeiro” a Edinho cujo nome aparece em lista na qual também figuram Michel Temer. Eduardo Cunha, Henrique Eduardo Alves e Geddel Vieira Lima. O repasse teria sido feito em 2010.

FICHA LIMPA – Ao rebater o envolvimento de seu nome, Edinho lembrou que tem 50 anos de vida pública e não vai admitir “um depoimento mentiroso, sem provas e descabido”. Ainda de acordo com a assessoria do prefeito, é possível que Edinho Araújo tenha sido confundido com “outro Edinho”, já que ele nunca viu o diretor da Gol.

CABEÇA FEITA- A direção do Instituto Brasileiro de Psicanálise Contemporânea, responsável pela instalação em Jales de um curso de Psicanálise, o único do Brasil em cidade de 50 mil habitantes, vem investindo em nomes de alto conceito. Na aula mensal de maio, o palestrante convidado foi o psicanalista Raimundo Bispo Teles, membro do Colégio Brasileiro de Psicanálise, que tem 20 anos de atuação na área. Ele encantou os alunos falando sobre um assunto instigante —“A interpretação dos sonhos”.

OPERAÇÃO RETORNO – Vale lembrar que o presidente do IBPC, Roberto Gonçalves, resolveu fixar residência na cidade que o viu crescer, depois de morar 41 anos fora daqui. Além de psicanalista, Roberto é sociólogo e historiador e já deu sua contribuição à memória da cidade escrevendo o livro “A Jales que vivi -1949/1958”, síntese de 248 crônicas publicadas pelo J.J. 

AGRONEGÓCIO – O deputado Itamar Borges está empolgadíssimo com as perspectivas da Frente Parlamentar do Agronegócio constituída na Assembleia Legislativa sob sua presidência. Ele já recebeu sinal verde da ministra da Agricultura, Teresa Cristina, e do próprio governador João Dória, que citou seu nome 10 vezes durante encontro com lideranças ruralistas há 10 dias na capital. 

REFORÇO- A propósito, Junior Ferreira, provedor da Santa Casa, já recebeu sinalização do parlamentar de que o hospital poderá ser beneficiado com uma substancial verba para custeio decorrente de sobras do orçamento estadual. Os dois têm boas relações desde o tempo em que o jalesense era sócio da filial da lanchonete Laranjinha, em Santa Fé do Sul, e Itamar, estudante.