sexta 25 setembro 2020
Fique Sabendo

PUNHOS DE RENDA

PUNHOS DE RENDA– O decreto municipal estabelecendo obrigatoriedade de uso de máscaras em estabelecimentos comerciais e repartições públicas demandou cuidados de ourives suíço no gabinete prefeitural e adjacências. A coluna apurou que o prefeito Flávio Prandi Franco recomendou aos membros da Procuradoria Jurídica do Município que redigissem o ato oficial de forma a atingir seus objetivos, mas sem usar palavras que dessem a impressão de autoritarismo. Consta que o prefeito repetiu inúmeras vezes aos assessores que o caminho correto era o do convencimento e não o da faca no peito.

EXPLOSÃO – A matéria “Mapeamento do Covid-19 realizado pela Unesp-Presidente Prudente traz alerta para Jales”, de autoria do professor mestre Eduardo Britto, explodiu nas edições impressa e digital do J.J., domingo passado, dia 26 de abril. Na digital, foram 2.945 visualizações, 43 curtidas e 70 compartilhamentos. A matéria também foi repercutida pelo programa Antena Ligada, da Antena 102, em entrevista de Eduardo conduzida pelos apresentadores Claudinei Antonio e João Luiz Garcia.    

LASTRO – Eduardo Britto, hoje professor do Colégio e Cursinho Objetivo em São Paulo, é nascido e criado em Jales. Graduado em Geografia pela Unesp-Presidente Prudente, ele é especialista em Gestão Ambiental pela Ufscar, mestre em Ensino de Ciências pela UFMS. Na vida pública, ainda garotão, foi secretário municipal de Planejamento da administração Humberto Parini. 

QUARENTENA – Pré-candidato a prefeito pelo PSDB, o empresário Luís Henrique Moreira tem se dedicado em regime de tempo integral a seus negócios. Ele declarou à coluna que não faz o menor sentido ficar realizando reuniões político-eleitorais em pleno período de quarentena e isolamento.  

MERCADO – LH explicou que a safra da borracha ainda vai durar três meses, mas o mercado desacelerou. Segundo ele, das grandes empresas fabricantes de pneus, só a Michelin, com a qual tem contrato, continua comprando. Outras gigantes como Goodyear, Firestone e Bridgestone seguraram a onda. Ainda conforme o empresário, a oferta de matéria prima tem sido grande, mas a LH está comprando preferencialmente de seus fornecedores habituais. Normalmente, acrescentou, a empresa de Luís Henrique comercializa, por safra, cerca de 9 mil toneladas de coágulos. 

SERÁ? – A imprensa de Votuporanga, base eleitoral do deputado estadual Carlão Pignatari, líder do PSDB na Assembleia Legislativa, passou a semana divulgando informação atribuída a ele segundo a qual o governo paulista poderá autorizar a abertura do comércio em nossa região a partir de quarta-feira, dia 6 de maio. De acordo com Carlão, como a incidência de coronavírus estaria sob controle por aqui, o governo, com base em classificação regional por cores, vai liberar a abertura.  

CALDO DE GALINHA – Já a coluna do Broadcast do Estadão, edição de 3ª feira, dia 28, foi mais cautelosa e cravou o contrário. O texto publicado é o seguinte: mesmo com o relaxamento das medidas de isolamento contra o coronavírus em algumas regiões do País, o governo de São Paulo não pretende autorizar a reabertura do comércio no Estado antes de 10 de maio. A postura do governo tem frustrado as associações de varejistas, que vêm pedindo permissão para reabrir as portas antes do Dia das Mães. E mais: o secretário da Habitação, Flávio Amary, foi o interlocutor com cerca de 30 associações de lojistas, shoppings, imobiliárias e construtoras e discutiu protocolos para a retomada gradual das atividades a partir do dia 11. Segundo ele, “a prioridade do governo é salvar vidas, não agradar o eleitorado”.   

BEM-VINDO- O reverendo Onildo de Moraes Rezende, que assumiu a titularidade da Igreja Presbiteriana do Brasil no início do ano, visitou a redação na tarde de quarta-feira, dia 29 de abril, em companhia do empresário Ademir Mori Halley, membro do Conselho de Presbíteros daquela denominação religiosa. Ele tem 29 anos de Ministério e já trabalhou em cidades de Rondônia, Tocantins e Goiás. O religioso se colocou à disposição e escreverá textos mensalmente como articulista-colaborador.  

EXPECTATIVA – A propósito, o líder da IPB jalesense viu com bons olhos a ascensão do colega André Mendonça ao comando do Ministério da Justiça e Segurança Pública, nomeado pelo presidente Jair Bolsonaro para substituir Sérgio Moro. Segundo ele, o novo ministro, que é pastor da Igreja Presbiteriana Esperança, em Brasília, tem bom trânsito no meio evangélico e, apesar dos solavancos próprios da vida pública, tem todas as condições de prestar relevantes serviços ao país, pois é altamente qualificado. Conforme divulgou a mídia, André Mendonça é advogado da União desde o ano 2000, foi assessor especial do ministro da Controladoria Geral da União, Wagner Rosário, de 2016 a 2018, e, em 2019, tornou-se Advogado Geral da União (AGU). Em termos acadêmicos, tem mestrado e doutorado no currículo. 

Desenvolvido por Enzo Nagata