segunda 06 julho 2020
Perspectivas

PT 40 anos

O Partido dos Trabalhadores foi fundado em 1980 em nível nacional, e em Jales no ano de 1981, com a participação de muitos jovens idealistas. Fruto das históricas greves sindicais do ABC, liderados por Lula, a fundação aglutinou militantes de oposição à Ditadura Militar, intelectuais, artistas, católicos ligados à Teologia da Libertação e os próprios sindicalistas. Rejeitando traços clássicos de partidos sindicalistas, e flertando com a esquerda tradicional, esse novo movimento queria mostrar que era possível fazer políticas públicas de inclusão social dentro de uma economia de mercado – para além do neoliberalismo. 
A construção da identidade do Partido foi complicada, devido à heterogeneidade de sua base. Da mesma forma, convencer cidadãos/eleitores a acreditar em seus ideais, não foi tarefa fácil. O “fantasma do comunismo” rondava os menos esclarecidos – que não eram poucos. Após 22 anos, Lula foi eleito Presidente da República e o Projeto de Brasil do PT foi vencedor: crescimento econômico com inclusão social, e dois anos depois conquistamos a Prefeitura Jales.
Apesar dos percalços pelo caminho, foi provado que é possível aumentar direitos e seguridades sociais e ainda assim ter indicativos econômicos impressionantes. O fato é que nos dois mandatos de Lula e no primeiro mandato de Dilma, o país cresceu e incluiu indivíduos e famílias na divisão do “bolo”. Estava provado que esse Projeto de Brasil era um case de sucesso, reconhecido internacionalmente. 
Ao longo de sua história o PT teve muitos erros, muitos acertos, revezes e conquistas. Na disputa pelo poder houve o distanciamento de sua essência. É um momento de reflexão, autocrítica e reconstrução do partido. Há que se voltar às bases. Voltar-se aos movimentos sociais, ouvi-los e aprender a lição das urnas.  O antipetismo, ainda que forjado por Fake News e disseminado por robôs, teve e tem protagonismo na vida política do país e na cidade de Jales. Mas é preciso estar atento e forte! Criminalização de partidos políticos é característica das mais cruéis ditaduras, e claramente fascista. 
O Partido dos Trabalhadores demorou mais de duas décadas para ganhar uma eleição presidencial. Nunca seus militantes e simpatizantes esmoreceram. Não será frente à essa derrota que deixaremos de lutar por uma sociedade mais igualitária para TODOS e TODAS. Tenho a honra e orgulho de ter contribuído, para o nascimento deste que é o maior instrumento de transformação da realidade brasileira.

Humberto Parini 
(Ex prefeito de Jales)
Desenvolvido por Enzo Nagata