jornaldejales@melfinet.com.br
17 3632-1330

Protesto contra reformas une jalesenses

por Luiz Ramires
01 de maio de 2017
De preto, os manifestantes criticaram as reformas trabalhista e previdenciária
A grande manifestação nacional realizada sexta-feira, dia 28 de abril, contra as reformas salarial e da previdência também aconteceu em Jales com uma concentração no alto da Avenida Francisco Jalles, entre as ruas 22 e 24, seguida de passeata até a Praça João Mariano de Freitas.
Representantes de todas as categorias, além de escolas públicas e particulares e entidades religiosas e sociais, com quase todos vestidos de preto, empunhavam faixas e cartazes, junto com a distribuição de panfletos criticando os políticos e defendendo os direitos dos trabalhadores e dos contribuintes da previdência.
Durante a passeata, grande parte das lojas fechou suas portas, atendendo pedido dos organizadores do movimento, em sinal de apoio à mobilização que reuniu também estudantes e pequenos empresários.
Os protestos em todo o país contam com a adesão firme da CNBB (Confederação Nacional dos Bispos do Brasil), como afirmou o padre Antonio Sardinha, vigário geral da Diocese de Jales, lembrando que o bispo, Dom Reginaldo Andrietta conclamou todas as paróquias para participarem das manifestações.
Na avaliação das lideranças sindicais, a passeata atingiu seu objetivo de chamar a atenção da população de Jales sobre o que está acontecendo no país. Nos seus pronunciamentos, os sindicalistas lembraram que as conquistas trabalhistas e previdenciárias conseguidas com muita luta ao longo do século passado estão sendo destruídas, criando uma situação de miséria para os trabalhadores e dificultando as aposentadorias e outros benefícios previdenciários que deixam de existir.