jornaldejales@melfinet.com.br
17 3632-1330

Projeto tenta reduzir acidentes no trânsito de Jales

por Luiz Ramires
23 de setembro de 2018
O encontro do Conselho Municipal de Trânsito foi presidido pelo secretário de Planejamento Nilton Suetugo com a presença das autoridades da Polícia Militar, Civil e Corpo de Bombeiros
Um projeto de intervenção para a melhora de pontos com maiores casos de acidentes de trânsito começou a ser discutido durante reunião do Conselho Municipal de Trânsito juntamente com autoridades dos segmentos que atuam diretamente nos acidentes de trânsito, como a Polícia Militar e Civil, Corpo de Bombeiros e SAMU.
O objetivo da reunião foi discutir os problemas que causam os chamados conflitos de trânsito existentes no município, que tem como primeiro passo o atendimento das normas estabelecidas pelo Movimento Paulista de Segurança no Trânsito (MPST). Foram definidos vários pontos onde há maior índice de acidentes e até vítimas fatais.
O MPST é um convênio estabelecido entre o município de Jales e o Governo do Estado de São Paulo através do DETRAN, onde o governo estará repassando para o município recursos financeiros para conceder intervenções de trânsito no tocante à segurança. 
Um estudo mais profundo neste sentido já foi iniciado através de uma parceria entre a Prefeitura de Jales e o Instituto Federal de Votuporanga. O Instituto está fazendo um levantamento desses pontos apontados pelo Conselho para sugerir algumas intervenções. Dentro deste aspecto, a Prefeitura irá compor um projeto de intervenções em cada um dos pontos levantados.

PONTOS CRÍTICOS
Alguns pontos onde estará sendo efetuado o projeto de intervenção já estão definidos, como o cruzamento da Avenida Maria Jales com a Rua das Palmeiras, o entorno do Supermercado Proença, Rua 3 com a Avenida João Amadeu, Rua 15 com a Avenida João Amadeu, entorno do AME juntamente com a Rua 14 e a Avenida Francisco Jalles, no pé do Viaduto Antônio Amaro, entre outros. Além disso, foi feita uma avaliação da sinalização semafórica existente no município que tem vida útil muito avançada e há necessidade de substituição.
Através dos estudos, a elaboração deste projeto será encaminhada para a formalização de convênio junto ao governo do estado. Formalizando o convênio é feito o repasse para a implantação.
“Acreditamos que até ano que vem nós estaremos colocando em ação este projeto de intervenção através do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, que foi um convênio que o prefeito Flá conseguiu e que realmente irá nos ajudar bastante e que reduzirá o índice de acidentes”, ressaltou Nilton Suetugo, secretário de Planejamento, Desenvolvimento Econômico e Mobilidade Urbana da Prefeitura de Jales.