Cidade

Presidente do sindicato elogia prefeito por dialogar com servidores

 “A presença do prefeito nas reuniões e assembleias dos servidores é um fato atípico, pois a grande maioria dos prefeitos raramente comparece.” A afirmação foi feita pelo presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Jales, José Luís Francisco sobre a participação do prefeito Flávio Prandi Franco nos encontros promovidos para discutir as questões da categoria, sempre quando é convidado.
O sindicalista acrescentou que o prefeito não só compareceu em todas as reuniões como se prontificou a atender aos pedidos solicitados. Ele disse ainda que também “foram feitas reuniões com servidores das creches que foram prontamente atendidas pelo prefeito que possui conhecimento do orçamento, já que nunca precisou levar secretário às reuniões e entende efetivamente de toda a estrutura financeira da cidade”, afirmou.

ACORDO
A Prefeitura e o Sindicato chegaram a um acordo, no dia 6 de fevereiro. Os servidores concordaram com a proposta do prefeito Flávio Prandi Franco de conceder um reajuste de 5% nos salários, contra uma inflação que no ano passado ficou em 4,36%. A proposta do sindicato era de 6%. 
Para compensar a diferença, a cesta básica que era de R$ 330,00 passou para R$ 400,00, extensiva a todos os servidores da ativa e para os aposentados que ganham até R$ 2.840,00. Também ficou acertado que os reajustes serão pagos na folha de fevereiro (5° dia útil de março), retroativos a janeiro.
Durante a assembleia o prefeito lembrou que apesar das dificuldades, em todos os anos da sua administração conseguiu um crescimento no valor pago aos servidores e isso mais uma vez poderá ser seguido pelos prefeitos da região. Ele disse que participa de todas as reuniões do sindicato quando é convidado, para explicar a situação das finanças do município.
“Mais uma vez os servidores conseguiram entender, com clareza, a forma que estamos governando, foi mais uma etapa vencida, agora é trabalhar para cumprir tudo aquilo que é de responsabilidade do Poder Executivo para com os servidores”, afirmou.

Situação da Previdência Municipal

Uma das questões levantadas durante a assembleia dos servidores para a discussão com o prefeito Flávio Prandi Franco sobre o reajusta salarial para 2020 foi a situação da Previdência Municipal.
O prefeito tem afirmado que essa é a maior preocupação da sua administração. É uma dívida que chega a pouco mais de R$ 300 milhões com o déficit atuarial calculado pela própria Previdência. Desse total, apenas em 2020 a Prefeitura terá que pagar cerca de R$ 8,7 milhões, já abatendo os recolhimentos mensais da folha de pagamento, tanto dos servidores, quanto o patronal da Prefeitura.
Durante entrevista do Jornal de Jales no dia 19 de janeiro para falar sobre suas perspectivas para este ano, o prefeito disse que estava buscando uma solução para o problema que acontece não só em Jales, mas em todo o país.
O prefeito lembrou que esse é um problema que impede a Prefeitura de investir mais em segmentos importantes como Saúde, Educação, Assistência Social, Esportes e Lazer, Meio Ambiente, Agricultura, Mobilidade Urbana, Desenvolvimento Econômico e outros.


Desenvolvido por Enzo Nagata