domingo 20 setembro 2020
Geral

Prefeito consegue mais R$ 750 mil para infraestrutura e galeria

O prefeito Flávio Prandi Franco esteve com o Secretário de Estado de Infraestrutura e Meio Ambiente, Marcos Penido discutindo a liberação de recursos do FEHIDRO (Fundo Estadual de Recursos Hídricos), de aproximadamente R$ 400 mil para obras de infraestrutura.
As obras deverão ser realizadas nas ruas Amazonas, João Batista de Melo e Joaquim Catarino e na frente da EMEI Gema Prandi Rosa, no Jardim São Judas Tadeu. O objetivo é melhorar o sistema de drenagem com a instalação de galerias de águas pluviais para resolver problemas crônicos e antigos de enchentes naquelas localidades. 
“Essas obras incluirão ainda a remoção de galerias de terrenos particulares. É um problema crítico, que atinge moradores do Jardim São Judas Tadeu e até uma escola de educação infantil. Já realizamos algumas intervenções na localidade, batalhamos por recursos e agora vamos solucionar de vez o problema”, disse o prefeito.

GALERIA
O prefeito também esteve com a sargento Michele e o tenente coronel Mauro Luchiari Júnior, da Defesa Civil e o chefe da Subsecretaria de Relacionamento com os Municípios, Ricardo Pinheiro Santana, para tratar da construção de uma ponte sobre o Córrego Tamboril, na Rua 19, próximo ao Jardim do Bosque. Para solucionar este problema que já dura mais de uma década serão investidos cerca de R$ 350 mil.
O secretário de Obras, Serviços Públicos e Habitação, Manoel de Aro explicou que as chuvas intensas sobre a bacia de contribuição da ponte que liga o Jardim do Bosque e Jardim São Judas Tadeu causaram sérios danos estruturais e geológicos que culminaram em sua interdição. “A estrutura da ponte existente no local é de madeira e foi construída para atendimento de urgência e uso provisório, em virtude de outra ponte de aduelas de concreto armado, anteriormente existente no local, ter sido arrastada pelo grande volume de água que escoa no local com incidência de chuvas volumosas. Com a nova ponte que será construída daremos solução a esse problema que se estende há décadas”, afirmou.

Desenvolvido por Enzo Nagata