jornaljales@gmail.com
17 3632-1330

Praça João Mariano de Freitas

O uso da praça
19 de janeiro de 2015

Jales, 11 de janeiro de 2015
Eu, Edemerval Batista Prado, participante do Inquérito Cívil nº 1078/12 referente ao USO DA PRAÇA  João Mariano de Freitas, pedindo que seja aplicada a Lei Orgânica do Munícipio, faço um apelo ás autoridades e imprensa:
Dr. Pedro Callado – (vice prefeito), Nivaldo Batista Oliveira- (Presidente da Câmara) e vereadores Andre Ricardo Viotto, Claudir Aranda, Gilberto Alexandre de Moraes, Jesus Martins Batista, Luis Fernando Rosalino, Perola Maria Fonseca Cardoso, Rivail Rodrigues Junior, Sergio Yoshimi Nishimoto, Tiago Vandre de Souza Abra e os jornais Folha Noroeste, Jornal de Jales, A Tribuna,
Decreto da Prefeita: Considerando as reuniões entre os proprietário de trailers (lancheiros) e a chefe do Poder executivo Municipal de Jales.
Pelo inicio do decreto já diz tudo que o decreto foi direcionado aos três interessados. Não teve a participação de nenhum segmento da sociedade: Fórum da Cidadania, ACIJ, Associação de Bairros, Igrejas, Sindicato dos Hotéis, bares ou similares, etc...
No TAC não consta QUIOSQUE, e nem doação de terrenos, consta sim CARRINHOS e remanejamento, cabendo à prefeita determinar o local para não prejudicar os outros comerciantes.
Segundo o projeto haverá doação do terreno sem licitação, privilegiando os três interessados e prejudicando indiretamente mais de 45.000 habitantes que podem usar a Praça como lazer. E Jales passa a ter nas duas Praças dois lanchódromos.
Enquanto Votuporanga, Fernandópolis, Santa Fé do Sul e muitas outras cidades retiram os lancheiros das praças. Jales abre espaço para acomodar os mesmos em prejuízo das outras lanchonetes. No centro de Jales só tem duas sobrevivente: Subway e Casa do Espeto com todos encargos que lei exige mais o caríssimo aluguel de Jales.
Diante dos fatos peço apoio do vice-prefeito,dos vereadores e da imprensa para que a prefeita reveja esse projeto para o bem de Jales para evitar uma lesão patrimonial.