jornaldejales@melfinet.com.br
17 3632-1330

Polícia identifica homem que furtou sacrário da Igreja São José Operário

A Polícia já sabe quem é o homem que aparece na câmera de segurança .
04 de março de 2018
As hóstias ficaram esparramadas pelo chão ao lado do sacrário
A Polícia já sabe quem é o homem que aparece na câmera de segurança da Igreja São José Operário que no dia 27 de fevereiro, terça-feira, por volta das 12h30 teve o sacrário furtado e profanado, conforme informou o delegado Sebastião Biazi, chefe da Delegacia de Investigações Gerais de Jales.
Segundo a assessoria de comunicação da diocese, no horário de almoço da secretária da Igreja, um homem com calça azul, camiseta cinza e boné branco, entrou no sacrário duas vezes e levou o sacrário da capela com a Ambula, onde se mantinha a Reserva Eucarística, que são as partículas de comunhão consagradas, deixando as partículas caídas no chão.
Após o retorno da secretária, um morador do bairro ao ir à capela para realizar suas orações, se deparou com a falta do sacrário e as partículas no chão, foi logo comunicar à secretária que acionou a polícia que foi até o local e passou a investigar o caso que aconteceu justamente quando o tema da Campanha da Fraternidade deste ano é a superação da violência, como destacou a nota da assessoria de imprensa.

NOTA DA DIOCESE
Em nota, o bispo de Jales, Dom Reginaldo Andrietta comunicou que no dia 2 de março, sexta-feira, às 20 horas, seria celebrada uma missa em desagravo à profanação e pediu que os fiéis manifestassem solidariedade ao padre Geraldo Trindade Furlaneto, daquela paróquia. A nota é a seguinte:

Ao Povo de Deus da Diocese de Jales

Jales, 27 de fevereiro de 2018.

Estimados irmãos, estimadas irmãs,
Em nome da Diocese de Jales, manifesto meu profundo pesar pelo ato de violência e profanação à Santíssima Eucaristia, ocorrido na Igreja São José Operário, em Jales, neste 27 de fevereiro, quando o Sacrário e a âmbula de sua Capela do Santíssimo foram roubados e Jesus Eucarístico, nas hóstias consagradas, foi lançado ao chão. 
Celebraremos uma missa em desagravo a essa profanação da Eucaristia, na Igreja São José Operário, nesta sexta-feira, 02 de março, às 20h, coincidindo com a primeira sexta-feira do mês, dia em que a Igreja, em todo o mundo, celebra missas em desagravo às ofensas cometidas contra o “Sagrado Coração de Jesus”. 
Convido todas as comunidades e todos os fiéis da Diocese a se manifestarem solidários ao Padre Geraldo Trindade Furlaneto e seus paroquianos, bem como dedicarem orações pela conversão de todos os que cometem atos antissociais e pecam contra o Corpo de Cristo que é, também, sua Igreja.
Que São José, guardião da Igreja e da Eucaristia, interceda por nós, junto a Deus, para que nossas ações educativas, em função de eliminar da vida social tudo o que está favorecendo a cultura da violência, produzam bons frutos.
No amor a Cristo Eucarístico,

Dom Reginaldo Andrietta