jornaldejales@melfinet.com.br
17 3632-1330

Pessimismo em relação ao cenário político e econômico preocupa consumidores de Jales

A pesquisa identificou ainda o que os clientes consideram positivo no comércio de Jales.
24 de abril de 2017
A crise econômica tem afetado as decisões de compra
O curso de Gestão Empresarial da Fatec Jales “Prof. José Camargo” continua realizando pesquisas para identificar o potencial e perspectivas do consumidor do Comércio Varejista de Jales/SP. Após encerrar o primeiro trimestre de 2017, no dia oito de abril foi realizada uma nova pesquisa com os consumidores que estavam visitando o comércio local e foi possível identificar que mais da metade (53%) são pessoas do sexo masculino, casadas (56%), acima de 40 anos (53%), todas com até dois filhos, contando com moradia própria e renda individual entre 1 e 3 salários mínimos.
Quando questionados sobre a interferência da crise econômica em suas decisões de compra, 75% dos entrevistados afirmam ter afetado de maneira a reduzir as suas compras, sendo que apenas 14% afirmam não ter tido problemas com isso. 
Outro dado obtido foi quanto à periodicidade das compras no comércio local, ao que 58% dos entrevistados responderam realizar as suas compras eventualmente, seguido de outros 32% mensalmente, o que mostra uma baixa frequência. Além disso, a pesquisa apontou ainda que 36% afirmaram gastar entre R$ 200,00 e R$ 500,00; outros 31% entre R$ 100,00 e R$ 200,00;tendo ainda 25% gastando menos que R$ 100,00 e apenas 8% com gastos superiores a R$ 500,00, como mostrado no gráfico, o que pode ser considerado muito baixo, ao observar todos os itens que podem ser adquiridos no comércio e a periodicidade que os clientes estão comprando.
Outro importante aspecto levantado na pesquisarefere-se ao principal atributo valorizado pelos consumidores no ato da compra, apontado como sendo a qualidade dos produtos, com 36% das opiniões, seguido do preço praticado, com outros 33%; já com relação à forma de pagamento, 46% afirmam preferirempagar à vista, obtendo assim os melhores descontos.
A pesquisa detectou ainda a preocupação quanto ao cenário econômico e político para 2017. Sendo este um dos principais eixos da pesquisa, identificou-se, portanto, que na concepção dos consumidores, este cenário vem apresentando uma crescente visão pessimista, haja vista que, em dezembro de 2016, apenas 30% dos entrevistados acreditavam que o cenário político econômico seria pior em 2017; já na pesquisa atual, houve uma forte evolução deste índice, aumentando para 69% dos entrevistados acreditando que ainda irá piorar ou piorar muito, como mostra o gráfico. Diante das respostas dos entrevistados, percebe-se que as notícias ligadas à corrupção apresentadas nas últimas semanas vêm interferindo fortemente na interpretação dos consumidores, o que os motiva abuscar revisões em suas estratégias orçamentárias para a família.
A pesquisa identificou ainda o que os clientes consideram positivo no comércio de Jales, sendo constatado que os principais pontos fortes são o atendimento e a variedade de produtos. Embora tenha aparecido como ponto positivo para muitos clientes, o atendimento, segundo os índices da pesquisa, também é citado como um dos pontos a serem melhorados, cabendo aos empresários a busca de mecanismos para alavancarem as vendas em seus estabelecimentos.Porém, também é importante apontar que, dentre as principais reivindicações de melhorias estão, em primeiro lugar, mais vagas para estacionar veículos que, por serem insuficientes, dificulta muito a vida dos clientes. 
Os índices levantados e analisados nesta pesquisa apontam, que, mesmo num cenário de dificuldades financeiras e de tantas incertezas, o comércio jalesense é capaz de suprir as necessidades dos clientes, e isso será ainda mais concretizado se os pontos apresentados aqui como negativos tiverem adequações pertinentes.