jornaljales@gmail.com
17 3632-1330

Pérola pidona: interesse do povo não tem partido

E um leitor me abordou essa semana todo feliz. Disse-me ele que ficara sabendo que pelo menos cinco dos vereadores de Jales serão candidatos a prefeito ou vice nas próximas eleições municipais.
12 de setembro de 2011

E um leitor me abordou essa semana todo feliz. Disse-me ele que ficara sabendo que pelo menos cinco dos vereadores de Jales serão candidatos a prefeito ou vice nas próximas eleições municipais. Depois que lhe perguntei o motivo de tanta felicidade, ele disparou: “Pense positivo, metade dessa turma não fará parte da próxima Câmara Municipal”. Interpretação interessante. Háháhá.
Mas é claro que sempre há exceções. Até na política! Háháhá. Vocês leram nesse Jornal de Jales de domingo passado sobre a peregrinação da vereadora Pérola Cardoso, do PT, em São Paulo? A musa da Câmara esteve com o Secretário de Desenvolvimento Social Rodrigo Garcia (DEM), com a deputada Ana Perugini (PT), com o Itamar Borges (PMDB) e com assessores da deputada Analice Fernandes e do presidente da Assembléia Legislativa Barros Munhoz, ambos do (PSDB). A Pérola não quer saber dessa historia de partido político. Ela pede mesmo. Se a pessoa teve um voto em Jales ela pede alguma coisa para a cidade. Háháhá. E na hora de sair das audiências ela pergunta quanto a pessoa tem na carteira e pede uma doação para a Unidade de Jales do Hospital do Câncer. Háháhá.
José Dirceu, o petista, é precoce. Dia desses o Zé declarou ao Folhateen, caderno semanal do jornal Folha de São Paulo dedicado ao público jovem: “Cheguei até a ser coroinha, mas me expulsaram - roubava hóstia para comer.” Só podia dar no que deu. É de menino que se torce o pepino. Se tivesse levado uma surra do padre, quem sabe. A culpa é do padre. Háháhá.
E no inicio do ano a Cruz Vermelha enviou dinheiro para atender as vitimas do tsunami e do desastre nuclear no Japão. Levantamento feito, verificou-se que era menor o número de vitimas do que havia sido estimado a principio. Então o governo da província de Fukushima devolveu cerca de R$180 milhões. Só isso! Imaginem essa grana nas mãos do ladrão de sacristia ou de seus comparsas? Socorro! Eu vou parar de falar sobre política por que isso me faz lembrar o Lula. E aí fico estressado, pois me vem à memória todos aqueles discursos patéticos e a reação tosca desse país majoritariamente ignorante. Credo! Hoje estou azedo! Háháhá.
Há uma luz no final do túnel. Essa semana foi bastante animadora. Eu que, por falta de adesões, já havia desistido de organizar uma Marcha Heterossexual em Jales, voltei a me animar. O primeiro a se manifestar foi o Flávio de Carvalho, serventuário da Justiça, depois foi o Odair Brassolati e já no final da semana foi o Dr. Paulo Mariani. Sem muito entusiasmo os três se disseram dispostos a me apoiar na Parada. Porém, nenhum deu certeza de subir no caminhão. Háháhá.  Mas já é um bom sinal, acho que as pessoas estão criando coragem e estão começando a sair do armário e a assumir a sua heterossexualidade. Háháhá.
Por hoje é só. Tchau!

 Fábio Fiorani
Professor de Inglês, graduado pela FAI-Jales e pós-graduado em Língua Inglesa pela UNESP de São José do rio Preto.  - Franqueado CCAA em Jales.
fcmfiorani@terra.com.br