jornaldejales@melfinet.com.br
17 3632-1330

O LANÇAMENTO do calendário municipal com quase 100 eventos programados este ano é uma ótima oportunidade para reflexão ...

Contexto
03 de fevereiro de 2019
O LANÇAMENTO 
do calendário municipal com quase 100 eventos programados este ano é uma ótima oportunidade para reflexão não só sobre o que está agendado e sua forma de realização, mas para começar a traçar os rumos do turismo local e regional.

É O TIPO
de agendamento que pode (e deve) ser elaborado ao longo do ano, reunindo os organizadores dos eventos locais, cruzando com outros das cidades mais próximas, para não conflitar datas.

ESSES
encontros certamente também estarão contribuindo para uma melhor preparação dos eventos, com discussões sobre produção, recepção, atendimento e qualidade dos serviços prestados que precisam melhorar muito, para atender um público cada vez mais exigente.

ASSIM,
todos ganham com essa união e a cidade vai se preparando para receber melhor os turistas, como já acontece nas estâncias mais bem cuidadas e agora começa a chamar a atenção das localidades que estão sendo incluídas no programa Município de Interesse Turístico.

AO PODER
público cabe, além de coordenar esse trabalho, através do setor competente, dar as condições necessárias, inclusive para utilização dos espaços públicos onde alguns eventos possam ser realizados, além, é claro, de promover cursos e treinamentos para as diversas atividades na área de turismo, envolvendo a própria comunidade.

COM
o mercado de trabalho em queda livre, esta pode ser mais uma forma de se promover alternativas de prestação de serviços, desde que aliados a bons projetos e principalmente reunindo mais uma vez a região em torno de um grande projeto turístico, como outros que já existiram e cuja referência maior foi o Contunor (Consórcio de Turismo do Noroeste Paulista), na década de 1990.

PROJETOS
desse porte podem ser resgatados para estudos e atualização de informações básicas feitas na época, para se adaptarem ao momento atual e como experiência, até para não se repetirem os erros que levaram os mesmos a pararem no meio do caminho, quando pareciam estar se deslanchando. Essa integração regional bem planejada e sustentada pode ser decisiva para que venham os turistas. (Luiz Ramires)