jornaldejales@melfinet.com.br
17 3632-1330

MPF cobra Ministério da Saúde sobre falta de inseticida contra mosquito da dengue na região de Jales

Por Assessoria de Comunicação do MPF
06 de junho de 2019

O Ministério Público Federal em Jales (SP) cobrou informações do Ministério da Saúde sobre a falta de inseticida para combater o mosquito Aedes aegypti. Desde o mês de abril, diversas cidades paulistas têm suspendido os serviços de nebulização devido ao desabastecimento do estoque nacional do insumo, que é fornecido pelo governo federal. O MPF deu cinco dias para que a pasta preste os esclarecimentos e comunique a previsão de chegada do produto na região de Jales.

O inseticida Malathion é utilizado para eliminar a fase adulta do mosquito, por meio da nebulização com equipamento acoplado a veículo, o famoso “carro fumacê”. A falta de estoque do insumo em todo o país pode gerar prejuízos no combate ao vetor, principalmente em municípios afetados por epidemia de dengue. Na região de Jales, além de várias cidades virem registrando índices elevados de infestação do Aedes aegypti, alguns locais se apresentam em situação de epidemia, como é o caso de Fernandópolis, onde houve registro de uma morte este ano.

Segundo divulgado pela imprensa, o Ministério da Saúde informou em nota que passa por um desabastecimento momentâneo do inseticida. De acordo com a pasta, a empresa produtora do material recolheu 105 mil litros do produto para testes de qualidade, diante de problemas na formulação que causaram vazamento de embalagens e sedimentação do insumo, inviabilizando seu uso. A previsão era de que uma nova remessa do inseticida fosse entregue no mês de maio.

 

Assessoria de Comunicação
Procuradoria da República no Estado de S. Paulo