quarta 03 junho 2020
Fique Sabendo

MOURÃO – Comprovando mais uma vez que não é um vice-prefeito decorativo, José Devanir Rodrigues (MDB) tomou a iniciativa e reuniu algumas lideranças políticas e amigos pessoais para promover uma política de aproximação com a administração municipal.

MOURÃO – Comprovando mais uma vez que não é um vice-prefeito decorativo, José Devanir Rodrigues (MDB) tomou a iniciativa e reuniu algumas lideranças políticas e amigos pessoais para promover uma política de aproximação com a administração municipal. O tom da reunião articulada por Garça foi de apoiar o esforço do prefeito Flávio Prandi Franco (DEM), que vem lutando para sanear as finanças do município, recuperar a malha viária urbana via recapeamento e preparar a cidade para quem vir depois dele. A conversa contemplou também algumas sugestões no sentido de ajustes em setores específicos da máquina prefeitural, especialmente a zeladoria.

BRAÇADEIRA – Vale lembrar que, na reunião que Flá realizou a portas fechadas com os secretários municipais há 30 dias, Garça foi designado “capitão do time”.

TÁ NA ÁREA – Entrevistado na sexta-feira, 8 de março, pela equipe de jornalismo da CBN Grandes Lagos, o empresário Luiz Henrique Moreira (Podemos), candidato a deputado estadual mais votado em Jales em 6 de outubro último, foi questionado pelos repórteres se seu projeto político incluía a disputa pela Prefeitura em 2020. LH não disse nem sim nem mão, mas garantiu: “nosso grupo terá um candidato a prefeito”. 

DUELO – A Assembleia Legislativa iniciou a nova legislatura na última sexta-feira, dia 15 de março, e tudo indica que o bicho vai pegar entre deputados de vários mandatos e os que se elegeram em outubro do ano passado na esteira dos ventos de renovação que sopraram de norte a sul do país. Não é exagero chamar o inevitável duelo entre os dois grupos de “Velha Guarda X The Kids on the block”, referência à banda juvenil de pop rock norte-americana que fez muito sucesso há alguns anos. 

 PRIMEIRO TIRO – Conta o Estadão que o veterano deputado estadual Campos Machado (PTB), com mais de 30 anos de Assembleia, espera os calouros com um polêmico cartão de visitas: um projeto para restringir postagens e “lives”, ou seja, transmissões ao vivo via internet na tribuna, no plenário, audiências e comissões. 

PÉ NO BREQUE – O parlamentar, cobra criadíssima, quer proibir o uso pelos próprios parlamentares de smartphones, tablets e “similares” pois sabe que, impulsionados pelas redes sociais, os novatos tomaram posse com o objetivo de fazer o que prometeram na eleição de outubro passado: combater o corporativismo e dar mais transparência à casa. 

GOL DE MÃO – Campos Machado alega no texto que as “lives” são “atividade paralela”, exclusiva para seguidores de redes sociais”, “que impedem o uso de aparte”, e podem levar à “incitação do movimento de protestos” e até “à violência”.

CARTÃO VERMELHO – No projeto, ainda de acordo com o Estadão, o deputado nega se tratar de “censura”. Os veteranos ainda não engoliram a pressão nas redes por renovação durante o período eleitoral por renovação na casa e apontaram Janaina Paschoal (PSL), a mais votada, como mentora da ação digital.

ANALÓGICO – Durante a semana que passou, Campos Machado ganhou entrevista de página inteira na Folha de S. Paulo. Entre outras coisas disse que não usa computador, não tem celular e quando tem que fazer alguma ligação pede a ajuda da chefe de gabinete. 

ÚLTIMO ROMÂNTICO - Apesar de tudo isso, Campos Machado disse na entrevista que ainda tem lenha para queimar. Ele, que já foi casado e que chegou a lançar a ex-esposa Marlene candidata ao Senado, pretende se casar novamente com uma empresária bem mais nova. O parlamentar tem 79 anos.

RAÍZES -  Vale lembrar que o grande companheiro político de Campos Machado na região de Jales durante décadas foi o comerciante aposentado João Nogueira, que era o presidente local  e coordenador regional do PTB.

CAUTELA... - Jornalista de formação graduado pela Universidade Metodista de São Bernardo do Campo há 10 anos, o vereador Tiago Abra (PP) mostrou que mantém o feeling cultivado nos bancos escolares e colocado em prática nos tempos em que militou na profissão.  Documento de prova: ele aproveitou o gancho da pavorosa tragédia no Centro de Treinamento do Flamengo, há 30 dias, quando 10 adolescentes morreram queimados nos containers transformados em alojamentos no chamado “Ninho do Urubu”, para uma ação parlamentar construtiva em Jales.

...E CALDO DE GALINHA – Em recente reunião da Câmara Municipal, ele apresentou requerimento endereçado ao Corpo de Bombeiros de Jales que tem tudo a ver com o interesse público. Ele quer saber quais os imóveis pertencentes à Prefeitura com alvará atualizado e regularizado pela corporação. O edil não ficou satisfeito com resposta da Prefeitura em requerimento anterior no mesmo sentido.
Desenvolvido por Enzo Nagata