jornaldejales@melfinet.com.br
17 3632-1330

MEMÓRIA

Pêsames pelo falecimento da Sra. Amélia Menezes Hespanha
29 de maio de 2017
Bernardino e Genésio Seixas com Amélia Menezes Hespanha
Nós, irmãos Mendes Seixas, consternados por esse triste passamento, dia 21 de maio,  apresentamos nossas condolências e enviamos palavras de conforto aos filhos, netos, demais parentes e amigos.
 Dona Amélia, cuja família (Augusto Lemes de Menezes) foi precursora na região e fixou moradia nos sertões da Fazenda Ponte Pensa antes do lançamento das bases para fundação de Jales, é parte integrante dessa rica história. Na foto ilustrativa, por ocasião do autógrafo do livro “Jales – precursores e pioneiros”, a pioneira quis relembrar uma cena do ano de 1944 quando entãonos ajudava a desenhar e entender as complicadas letrinhas do alfabeto. Como já tivemos oportunidade de relatar, no baixo Marimbondo, as irmãs Menezes levavam luz aos rincões perdidos procurando alfabetizar crianças em sua própria residência, no Córrego da Vaca. Naqueles primórdios não se pensava em escolas rurais do Estado e não era fácil cavalgar diariamente algumas horas nas trilhas precárias que nos levavam ao grupinho escolar da Vila Jales – vivíamos o terceiro ano da fundação oficial desse Patrimônio.
Sentimo-nos gratos por tudo, saudosa Amelinha, e que desfrute a merecida paz celestial.

Genésio Mendes de Seixas
(autor do livro Jales – precursores e pioneiros)