jornaljales@gmail.com
17 3632-1330

Médico pediatra Virgílio Ribeiro Franco morre aos 75 anos

Por Luiz Ramires
11 de outubro de 2019
Médico muito respeitado pela classe e pela população, Virgílio Ribeiro franco vai deixar saudades

Faleceu na madrugada desta sexta-feira, dia 11 de outubro, na Santa Casa de Jales, o médico pediatra Virgilio Ribeiro Franco, de 75 anos, que há quase 50 anos trabalhava naquele hospital e mantinha um consultório com o médico Antonio Figueira Filho, na Rua 10. Seu corpo está sendo velado na Câmara Municipal e deverá ser cremado no Crematório de Votuporanga.

Médico dedicado e muito respeitado pelos colegas e pela população de toda a região, Virgílio teve seu trabalho e sua atuação na comunidade sempre acompanhados pelo Jornal de Jales. A última reportagem sobre suas atividades foi publicada no final de maio deste ano, quando ele Participou de um festivo reencontro dos 50 anos de formatura da turma de 1969 da Faculdade de Medicina de Uberaba.

No ano passado, durante uma homenagem ao corpo clínico da Santa Casa, ele recebeu uma homenagem especial por seu o médico mais antigo em atividade no hospital. Naquela oportunidade ele lembrou que estava em Jales há 46 anos e quando chegou a Santa Casa contava com apenas 12 médicos. Ele destacou que desde o início teve todo o apoio que necessitou do hospital para a realização do seu trabalho, inclusive nos plantões de fins de semana e nos feriados, sem remuneração.

Depois da faculdade, Virgílio fez residência no Hospital Infantil Menino Jesus, em São Paulo e veio trabalhar em Jales, onde iniciou suas atividades em 1972, admitido no corpo clínico da Santa Casa e dividindo a clínica do colega Antônio Figueira Filho, que tinha vindo do Rio de Janeiro. 

Virgílio sempre em suas entrevistas fazia questão de destacar a importância da dedicação do médico para com seus pacientes, com muita responsabilidade e procurando, além de uma boa formação, dar o atendimento com atenção não só a quem está sendo consultado, mas procurando ouvir também seus familiares, como no seu caso, entendo a preocupação da mãe, com seu filho doente.

Virgílio era casado com Maria Heleusa Rodrigues Franco. Os três filhos do casal são médicos:  Junior (hemodinamicista em São Paulo), Maria Virgínia (oftalmologista em Bauru) e Carlos Gustavo (ginecologista e obstetra em Jales).