jornaljales@gmail.com
17 3632-1330

MANDA-BRASA – O deputado federal Baleia Rossi, presidente nacional do MDB e hoje um dos parlamentares mais influentes do Congresso, fez questão de visitar a senhora Naomi Okajima Rollemberg, viúva do saudoso deputado federal Roberto Rollemberg, antes de participar de encontro partidário

Fique Sabendo
24 de novembro de 2019
Deputado federal Baleia Rossi, presidente nacional do MDB, recebido na residência de Naomi Rollemberg
ALÉM DO ARCO-IRIS – Não será surpresa para esta coluna se a comunidade LGBTQIA+ de Jales e região instalar na cidade um núcleo inspirado em valores cristãos, promovendo reuniões periódicas à luz do Evangelho. Fonte confiável da coluna assinala que tal projeto tem a ver com o fato de que que, independentemente da orientação sexual, a comunidade gay é formada por filhos de Deus e como tal deve agir e ser reconhecida.   Tal núcleo não seria vinculado necessariamente a esta ou aquela denominação religiosa, mas estaria aberto a todos os religiosos que tivessem uma mensagem fraternal a ser transmitida. 

RUPTURA - Caso o projeto dos rapazes e moças saia do terreno das intenções e se torne realidade, esta não será a primeira iniciativa de vanguarda na área da diversidade sexual. Em 2000, por exemplo, impulsionada por um jalesense radicado em São Paulo, respeitado profissional da área de turismo, Jales foi a primeira cidade da região a inaugurar um bar voltado para a comunidade gay.  O nome do estabelecimento era sugestivo: “Ruptura”, localizado em uma das ruas transversais da avenida João Amadeu, nas proximidades do trevo, onde funcionava anteriormente um depósito de batatas.  O descolado espaço, cuja legalização nos órgãos competentes (inclusive Corpo de Bombeiros)  teve o apoio decisivo de um candidato a vereador e um engenheiro,  era frequentado por gays e simpatizantes de toda a região, inclusive São José do Rio Preto. 

SAINDO DO ARMÁRIO – A propósito, vale lembrar que, conforme registrou este jornal, Jales sediou , no dia 9 de julho de 2016, o 1º  Encontro LGTB, na Praça João Mariano de Freitas. A liderança do movimento foi da cientista social Carla Ayres, jalesense radicada em Florianópolis, então doutoranda em Sociologia Política pela Universidade Federal de Santa Catarina. Em texto publicado no espaço Perspectivas, Carla escreveu: “a questão é: quando a sociedade estará preparada para nos receber. E depende de nós botar a cara no sol e enfrentar a sociedade. Caso contrário, ela continuará nos legando a solidão do armário, o isolamento das famílias preconceituosas, os olhares homofóbicos, lesbofóbicos e transfóbicos”. A cientista social tentou uma cadeira na Câmara Municipal de Florianópolis, em 2016, pelo PT. e ficou na segunda suplência.  

MANDA-BRASA – O deputado federal Baleia Rossi, presidente nacional do MDB e hoje um dos parlamentares mais influentes do Congresso, fez questão de visitar a senhora Naomi Okajima Rollemberg, viúva do saudoso deputado federal Roberto Rollemberg, antes de participar de encontro partidário no anfiteatro da Associação Comercial. Baleia, que estava acompanhado pelo vice-prefeito Garça e pelo deputado estadual Itamar, foi recebido pela anfitriã, por seu filho Betão e pelo emedebista das antigas, Jamil Saad, amigo da família. A dona da casa ofereceu um cafezinho aos políticos e se mostrou honrada com a lembrança da visita.  

FENÔMENO – Muitos dos representantes das 55 cidades presentes no encontro político do dia 16 ficaram impressionados com a trajetória eleitoral de Baleia. Com apenas 47 anos, ele já foi três vezes vereador em Ribeirão Preto, três vezes deputado estadual e está no segundo mandato de federal. 

REENCONTRO- Houve quem estranhasse a presença na concentração do MDB do pecuarista Durval Fontes Rossafa e de seu filho, o jornalista Lucas Colombo Rossafa. Afinal, o pai é cunhado e o filho é sobrinho de Luís Henrique Moreira, vice-presidente e já lançado pré-candidato a prefeito pelo PSDB. Nada a estranhar. Durval é amigo pessoal de Rodrigo Arena, homem de confiança de Baleia e recentemente alçado à estratégica presidência da Fundação Ulysses Guimarães, órgão de estudos do MDB. Os antecessores de Arena na referida função foram Moreira Franco e Eliseu Padilha, ex-ministros no governo Temer.  

PRATA DA CASA – Jarbas Zuri Junior, jalesense radicado em São Paulo e membro da Executiva Estadual do MDB, mereceu citação elogiosa no discurso do deputado estadual Itamar Borges, creditando a ele boa parte do sucesso do encontro emedebista. 

GRATIDÃO – Junior Ferreira, provedor da Santa Casa, cumpriu a palavra. No início do ano, quando percebeu alguns ruídos que poderiam prejudicar o hospital por conta de sua filiação no MDB, anunciou seu desligamento do partido. Prometeu e cumpriu. Ele foi representado no encontro pela coordenadora de Captação, Luciana Vicente, cujo trabalho também foi valorizado pelo deputado Itamar. 

FÓRMULA 1 – Por falar em MDB, o jalesense Carlos Rayel passou pela cidade na semana passada. Prestes a completar 63 anos, ele continua com sangue nos olhos no mundo dos negócios. Agora, além da Mídia Brasil, empresa especializada em marketing político, ele se tornou controlador de uma afiliada do SBT em Lucas do Rio Verde/MT e prepara-se para instalar outra em Sinop. Para quem não se lembra, Carlinhos foi o todo-poderoso coordenador de Comunicação do Governo do Estado na administração Orestes Quércia (1987/1990) e responsável direto pela implantação do basquete profissional em Jales entre 1989 e 1995, tornando a cidade conhecida em todo o país.