jornaljales@gmail.com
17 3632-1330

Leitores por Osmar Gabriel - 6 de setembro

O Brasil tem jeito?
07 de setembro de 2015
Nós, brasileiros, carregamos uma imagem de sermos “paternalistas”. Os políticos para nós são como se fossem um “paizão”. O “paternalismo” traz consigo um mal que é criar uma expectativa de que de algum lugar surgirá alguém para nos salvar, e com isso nos alicerçamos uma eterna esperança em algo ou alguém.
A esperança nossa é que surja um cidadão decente, ou seja, um político que tome as rédeas da situação e mude o rumo do nosso país, que vive num marasmo, atolado em corrupção, devagar quase parando como diz o ditado. Resumindo tudo isso, esperamos um MILAGRE vindo do céu, afinal sempre dizemos que “Deus é brasileiro”!
Esse ditado que “Deus é brasileiro” qualifica que ficamos acomodados, porque se Deus é brasileiro e tudo resolve, não precisamos fazer mais nada! Deixamos o país nas mãos de pessoas desonestas que ficam de plantão comendo nossa carne e triturando nossos ossos.
O povo tem poder absoluto e ainda não se deu conta, podemos unidos mudar esse cenário caótico que se encontra nosso país. Faz-se de uma urgente reforma política, ela é o “câncer” da nossa nação, pois, o Congresso Nacional dá sinais visíveis que quer que nosso país se exploda, o povo que vá para aquele lugar.... Pouco se importam seus vencimentos não foram afetados, continuam as mordomias, e a farra com o dinheiro público continua a todo vapor.
A guerra entre governo e oposição esta cada dia mais acirrada. O governo tentando explicar o inexplicável e quando mais se mexe mais escândalos aparecem. A oposição em vez de apresentar ou ao menos tentar buscar caminhos para tirar o país da lama, fica na arquibancada torcendo para que o governo e o país se explodam.
Michel Temer, presidente nacional do PMDB e atual vice-presidente da República, está propondo uma união nacional entre os parlamentares para tentar ainda salvar o que restou e, por incrível que pareça, esta encontrando rejeição.
Enfim, não vislumbro no horizonte um país mais decente, pois nossa nação encontra-se na UTI em estado letárgico já há muito tempo.  Muitos de nós ainda acreditamos que o Brasil é um país do futuro, será? Até agora nada foi feito para que isso se torne realidade.