jornaldejales@melfinet.com.br
17 3632-1330

LARGADA ...

Fique Sabendo
10 de julho de 2017
Flá lançou Rodrigo Garcia como candidato a governador
LARGADA- Empolgado com o público completamente a favor, quinta-feira, dia 6, o prefeito Flá aproveitou o embalo e fez uma espécie de pré-lançamento das candidaturas de Geraldo Alckmin (PSDB) para presidente da república e Rodrigo Garcia (DEM) para governador. A plateia aplaudiu bastante.

BEABÁ- Tendo iniciado a carreira como promotor de justiça, ingressando posteriormente na magistratura e encerrando como desembargador, na presidência do Tribunal de Justiça, José Renato Nalini, atual secretário estadual de Educação, começa a se sentir à vontade nos palanques. Na entrega dos ônibus para transporte escolar, ele mostrou jogo de cintura ao se dirigir às lideranças políticas presentes.

ALÉM FRONTEIRAS - Deputado estadual de três mandatos e federal de dois, o secretário de Habitação, Rodrigo Garcia, procurou valorizar o desempenho do governador Alckmin à frente do governo, enfatizando que ele, neste momento de crise no país, é a mostra viva do equilíbrio. Aproveitou para contar que, ao entregar casas em Areias, quase na divisa com o Rio de Janeiro, ouviu caudalosos elogios do povo fluminense ao governador paulista. 

NA PONTA DA LÍNGUA- Cobra criada, Rodrigo citou nominalmente os prefeitos de todos os municípios beneficiados com a entrega dos ônibus, chamando alguns pelo nome e outros pelos apelidos. De quebra, saudou o ex-prefeito Pedro Callado e, ao visualizar o deputado estadual Carlão Pignatari (PSDB), convidou-o para subir ao palco. Gentil, interrompeu seu discurso, que era o último, deu a palavra ao deputado e só depois concluiu seu pronunciamento.

QUINTAL – Geninho Zuliani(DEM), coordenador do Programa Cidade Legal, e Leandro Lamy, diretores do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, também ganharam caudalosos elogios tanto do secretário Rodrigo Garcia quanto  do prefeito Flá. Ambos são da região. Geninho é ex-prefeito de Olímpia e Leandro fez carreira a partir de Palestina. Geninho vem sendo apontado como herdeiro político de Rodrigo, que deve disputar algum cargo majoritário—governador, vice ou senador.

PARREIRA – Oswaldo Soler Júnior, em nome da Unijales, adoçou a boca das autoridades.  Ele entregou caixas de uvas produzidas em Jales aos secretários Rodrigo e Nalini e, claro, a Leandro Damy, manda-chuva do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. 

CORPO PRESENTE- Embora o assunto tratado quinta-feira na praça não tivesse nada a ver com saúde, o provedor Junior Ferreira levou esquadrão de elite ao encontro.  Estavam com ele o administrador Rafael Prado, a coordenadora de captação de recursos Luciana Vicente e as jornalistas Caroline Guzzo e Ana Paula Molina Lima. Junior leva muito a sério a sabedoria dos antigos, que ensinavam que “quem não é visto não é lembrado”. 
 
MARCHA SOLDADO - O empresário Luís Henrique Moreira, da LHBorr, presidente do Diretório Municipal do PP, continua cavando espaços para o futuro. Ele é pré-candidato a deputado. Há três semanas, por exemplo, foi convidado especial do prefeito Du Lourenço (PMDB (de Bálsamo, no encerramento da Festa do Peão. No último domingo, dia 2, Luís Henrique foi ao Jardim Arapuã onde rolou um porco no tacho, inclusive com a presença do deputado federal Fausto Pinato (PP). 

REGRA DO JOGO- Deu na coluna do Estadão de terça-feira, dia 4 de julho. Uma proposta assinada por 33 dos 94 deputados estaduais de São Paulo  impõe limites às investigações do Ministério Público Estadual. O texto estabelece prazo de 180 dias para conclusão de inquérito civil, que só poderá ser prorrogado uma única vez e se houver concordância do Conselho Superior do MP. Na justificativa, os deputados dizem que a falta da regra faz com que o promotor, se quiser, “para intimidar o investigado, por interesses mais variados”, pode engavetar o inquérito “deixando-o em aberto até quando achar conveniente”.