jornaljales@gmail.com
17 3632-1330

LAR DOS VELHINHOS

Fundada por integrantes do Rotary Clube de Jales há 50 anos, entidade de acolhimento de idosos é dirigida por vicentinos há 40 anos
16 de junho de 2019
Imagem de Frederico Ozanam com a Relíquia
Por Lourdes de Freitas Frassato

Celebrar uma data tão importante é dar graças a Deus por permitir que Sua presença se revele através de pessoas que colocam o bem ao próximo acima de muitos interesses e até necessidades pessoais. 
Esta entidade assistencial nasceu da iniciativa dos membros do Rotary Clube de Jales no ano de 1969. Dez anos depois, 1979, o saudoso confrade Pedro Ramires, vicentino ativo, apoiado pelos companheiros do mesmo grupo e em nome da SOCIEDADE DE SÃO VICENTE DE PAULO, recebeu do Rotary Clube, em doação, o Lar dos Velhinhos, cuidando de toda tramitação legal. Após eleição para compor a diretoria de acordo com a REGRA VICENTINA, foi eleito presidente o confrade João Guisso. Com o passar dos anos essa Obra Unida à Sociedade de São Vicente de Paulo foi, aos poucos, sendo remodelada a fim de acolher, com mais conforto, o número cada vez maior de idosos que o procuravam. 
Passados 40 anos, as diretorias que se seguiram deram continuidade ao trabalho acolhendo senhoras em ala independente, modernizando os equipamentos para facilitar e melhorar o trabalho dos funcionários e agregando uma equipe de profissionais técnicos para o atendimento institucional, assistencial e de saúde dos residentes: enfermeiras (os), psicóloga, assistente social, fisioterapeuta, nutricionista, cozinheiras, serviços gerais... todos comprometidos com o bem estar físico e mental dos idosos. 
O Lar conta ainda com voluntários, pessoas cuja presença é motivo de alegria para os idosos e a quem nossos agradecimentos não se comparam ao bem que eles fazem. Somente Deus, que tudo vê e sabe, poderá recompensá-los. É importante dizer que as unidades de saúde de Jales, sempre que necessário, dão atendimento aos nossos internos. Assim como nos fortalece a presença semanal do médico voluntário!

HISTÓRIA
A Sociedade de São Vicente de Paulo nasceu no ano de 1833 pela iniciativa de alguns jovens universitários franceses, estudantes da Universidade Sorbone – Filho de família numerosa, porém apenas três filhos sobreviveram – Antonio Frederico Ozanam era um deles. Os pais cuidaram da formação espiritual e cultural desses filhos: dois deles foram médicos, Frederico Ozanam foi aluno brilhante, muito talentoso em literatura e dominava várias línguas clássicas e modernas. A família morava na cidade de Lion na França. Aos 18 anos, para realizar o sonho do pai, Ozanam ingressou na Sorbone, famosa faculdade na época. Formou-se em Direito. Ao mesmo tempo cursou a faculdade de Letras tornando-se doutor nessas duas áreas. Importante destacar suas características que emergem de centenas de cartas editadas: fé, humildade, esperança, amor pelos pobres, sua visão social e seus amigos. Sua vida foi marcada pelo interesse jornalístico. Escrevendo artigos em jornais da época define sua visão de sociedade e de mundo. Foi grande escritor e professor da faculdade, onde estudou. Era frequentador assíduo das Conferências de História coordenadas por Emmanuel Joseph Bailly, redador chefe do jornal LA TRIBUNE CATHOLIQUE. Bailly reunia jovens estudantes para refletirem e debaterem temas livres: história, filosofia, literatura...Foi daí que Ozanam reuniu amigos para irem aos pobres. Decidem a criação de uma “Conferência de Caridade”, um grupo pequeno que cresceu rapidamente em Paris. Orientados e ajudados pela Irmã Rosalie Rendu, filha da Caridade (Grupo fundado por São Vicente de Paulo para socorrer os pobres e doentes) se organizaram e assumiram a missão – “IR AOS POBRES”. Mesmo após o casamento, o nascimento de sua filha, Maria, Ozanam continuou a fundar conferências, tanto em Paris como em outros países da Europa. No Brasil a primeira conferência vicentina foi fundada no Rio de janeiro em 04/08/1872. O sonho de Ozanam “reunir o mundo numa grande rede de caridade”, foi se concretizando. Hoje há Conferências vicentinas em 157 países. Após a luta contra uma grave doença, Ozanam falece aos 40 anos.

RELÍQUIA 
No dia 15 de maio deste ano os vicentinos de Jales vivenciaram a alegria de acolher no Lar dos Velhinhos, a Relíquia do Beato Antonio Frederico Ozanam. À noite, no mesmo dia, o Padre Trindade, diretor espiritual dos vicentinos de Jales, celebrou a Santa Missa em ação de graças.
Comemorando os 40 anos do Lar dos Velhinhos São Vicente de Paulo, os vicentinos se sentiram presenteados, unidos e fortalecidos com a visita da Relíquia do fundador da primeira Conferência Vicentina da Sociedade de São Vicente de Paulo no mundo.
No ano de 1997, durante a JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDADE, realizada na Catedral de Notre Dame, em Paris, a IGREJA, reconhecendo as virtudes de Ozanam, o proclama BEATO, Beato FREDERICO OZANAM.
Estendemos nossos agradecimentos a todos que colaboram para que o Lar possa oferecer aos idosos um Lar e os convidamos para conhecerem esta Obra que continua sua missão graças a tantos gestos de amor e fraternidade. Louvado Seja Nosso Senhor Jesus Cristo!