jornaldejales@melfinet.com.br
17 3632-1330

Julho Verde termina com palestras abertas ao público na Casa do Médico

por Josiane Bomfim
30 de julho de 2017
A dentista Helen e os cirurgiões Filipe e Sávio, os palestrantes
Centenas de pessoas constituíram a plateia que assistiu, dia 26 de julho, às palestras de encerramento do Julho Verde, campanha internacional de prevenção de câncer de cabeça e pescoço, ancorada em Jales pela Unidade do Hospital de Câncer de Barretos.
Estiveram presentes na Casa do Médico, a convite da Associação Paulista de Medicina-regional de Jales, presidida pela cirurgiã plástica  Alice Antunes Mariani, os médicos Sávio Costa de Paula e Filipe Minzon Rodrigues, a fonoaudióloga Tatiane Freitas e cirurgiã dentista Helen Ramon Esper de Carvalho.
Conforme registrou o Jornal de Jales,  o hospital realizou na segunda-feira, dia 24, um encontro para profissionais de saúde, inclusive paramédicos.  
“Os profissionais de saúde são as pontas do iceberg, pois quando os pacientes chegam aos postos de saúde, são essas pessoas que vão identificar os sintomas e encaminhá-los pra iniciar o tratamento no Hospital de Câncer, afirmou o cirurgião Filipe Mizon.
“Cigarro e álcool são os maiores causadores de câncer de cabeça e pescoço e quando os dois se misturam, a incidência passa a ser muito maior”, afirmou o cirurgião Savio de Paula em entrevista ao Jornal de Jales publicada no domingo, dia 23.

CÂNCER DE BOCA 
A doença que atinge 14 mil pessoas por ano no país, o câncer de boca e orofaringe, é o câncer causado nos lábios e o interior da cavidade oral.
Detalhadamente, os locais que devem ser observados são gengivas, mucosas, bochechas, céu da boca e língua (principalmente as bordas e região embaixo da língua).
Segundo o INCA (Instituto Nacional de Câncer), ocorre cerca de 14 mil casos de câncer bucal e orofaringe por ano no país, sendo em grande maioria causado em homens.
Em 2016, foram diagnosticados 15.490 casos, sendo 11.140 em homens e 4.350 em mulheres.
Mesmo pouco, a doença já pode ser considerada uma epidemia no Brasil, sendo o país com 3ª maior incidência de câncer de boca do mundo, atrás apenas da Índia e da antiga Tchecoslováquia.

Causas do câncer de boca
Entre as principais causas do câncer bucal e orofaringe estão o consumo de cigarros e excessivo de bebidas alcoólicas. Conforme uma pesquisa divulgada pelo Instituto do Câncer do Estado de São Paulo, 83% dos homens com câncer bucal e orofaringe, são ou já foram fumantes e, dos pacientes tratados com essa doença, 60% são vítimas de tumores localizados na boca e 40% na faringe ou laringe.
Outros fatores que devem ser levados em consideração é a falta de higiene bucal, exposição excessiva ao sol e ter uma alimentação pobre em vitamina C.

Sintomas da doença
Os principais sintomas da doença são feridas que não cicatrizam na boca ou lábio, sangramento sem causa conhecida, dores de garganta constante, manchas avermelhadas ou esbranquiçadas na parte interna da boca, sentir dormência, inchaços e caroços. Já nas fases mais evoluídas, o câncer pode causar mau hálito, perda de peso e dificuldade de fala e deglutição.

Tratamento
Para prevenção, pessoas com mais de 40 anos que fumam e consomem bebidas alcoólicas em excesso deve fazer o exame uma vez ao ano, já que a idade média das pessoas diagnosticadas é de 62 anos e 25% dos casos ocorre em pessoas com menos de 55 anos.
Quando diagnosticado em uma fase inicial, o câncer tem até 90% de chance de ser curado, e o dentista é o profissional da saúde com aptidão de identificar primeiro a doença. Por isso, se você se encaixa no quadro de risco ou está apresentando alguns sintomas, procure o melhor profissional. (artigo por Dra. Helen Esper de 
Carvalho (especialista – mestre em Cirurgia e Traumatologia Buco Maxilo Faciais.  Especialista – Doutora em Implantes Dentários. Dentista responsável pelo serviço de Odontologia da Unidade III (Jales) do Hospital de Câncer de Barretos).