jornaljales@gmail.com
17 3632-1330

Jovem de 16 anos tira a própria vida

Por Luiz Ramires
12 de janeiro de 2020
Charles Wiston de Oliveira, delegado seccional de Polícia
Um jovem de 16 anos tirou a própria vida se enforcando em sua residência, na Avenida Salustiano Pupim, na manhã de quarta-feira, dia 8 de janeiro.
Segundo algumas informações, o jovem estava com depressão em função do rompimento do namoro e acabou utilizando.
Para cometer o suicídio, ele amarrou partes de uma camiseta no pescoço e em uma janela da casa.
Ele morava com a mãe que ouviu um barulho e quando foi verificar o que estava acontecendo no quaro encontrou o jovem já morto.  

BALANÇO 
O número de suicídios registrados em Jales, de janeiro de 2018 até agosto de 2019 permaneceu estável. Foram 13 casos no ano passado e 12 este ano, sendo 6 mulheres e 19 homens, segundo informações fornecidas pelo delegado seccional, Charles Wiston de Oliveira. 
Em 2018 foram quatro casos em fevereiro, dois em julho e um em janeiro, março, maio, junho, agosto, outubro e dezembro. Em 2019 foram cinco em março e um em janeiro, fevereiro, abril, maio, junho, julho e agosto.  
Os números são bastante elevados, mas o que mais surpreende são as tentativas que no mesmo período chegaram a 242, sendo 170 mulheres e 72 homens. 

SITUAÇÕES 
O levantamento por idade mostra que foram 2 casos de pessoas com até 20 anos, 5 de 30 a 39, 6 de 40 a 49, 2 de 50 a 59 e 10 acima de 60. Destes, 9 eram solteiros, 8 casados, 6 divorciados, 1 viúvo e 1 conivente.
Em 10 casos, o suicida tinha o primeiro grau completo, em 7 o primeiro grau incompleto, em 4 o segundo grau completo e em 1 o segundo grau completo, 1 o superior completo, 1 o superior incompleto e 1 não informado. Foram 6 aposentados, 4 lavradores, 3 do lar e o restante foram1 caso para cada uma de diversas ocupações.
O levantamento aponta que fevereiro e março foram os meses em que mais ocorreram suicídios, sendo 5 no primeiro e 6 no segundo. O restante somou 2 em janeiro, 1 em abril, 2 em maio, 2 em junho, 3 em julho, 2 em agosto, 1 em outubro e 1 em dezembro.
Os suicídios costumam acontecer mais nas sextas-feiras, pois foram registrados 7 casos nesse dia, 5 na terça, 3 no domingo, segunda, quarta e sábado e 1 na quinta. No período da manhã foram registrados 11 casos, além de 7 à tarde e 7 à noite.
Os locais preferidos são as residências, com 16 casos e sítios ou fazendas, com 5. O restante foi em locais diferentes. Foram 16 enforcamentos, 3 com arma de fogo, 3 com veneno ou substância tóxica, 2 por ingestão de medicamentos e 1 por se atirar sob o trem.