jornaljales@gmail.com
17 3632-1330

Jornal de Jales ganha CD com comícios da década de 1970

por Luiz Ramires
11 de novembro de 2018
Sileno com a cópia do CD doado ao Jornal de Jales com comícios da década de 1970
Já não se fazem políticos como antigamente. Não queremos dizer com isso que os políticos de hoje são piores ou melhores do que os de décadas atrás, mas que são diferentes, disso não temos dúvida.
Pelo menos em Jales essa situação fica evidente com uma verdadeira preciosidade oferecida à reportagem do Jornal de Jales pelo médico ortopedista Sileno Saldanha que nos brindou com um CD recheado de discursos onde fica nítido a postura de políticos da década de 1970, com comícios em cima de caminhões e em uma transmissão de cargo de prefeito.
São gravações de épocas não muito diferentes, quando a política municipal navegava por períodos de turbulências alternados por momentos de aparente tranquilidade mas que normalmente não duravam muito tempo. Tais pronunciamentos, em final de campanha política ajudam os mais jovens a entender um pouco alguns temas debatidos e como os mesmos eram abordados, enquanto para os mais velhos as falas oferecem um momento de nostalgia, recordando os políticos com os quais os jalesenses conviveram por muito tempo.
As gravações começam com o comício de encerramento da campanha do empresário e agropecuarista Honório Amadeu para prefeito, quando teve como vice o médico Shiguero Kitayama, pela Arena, contra o MDB. Cinco candidatos a vereador falaram antes de Honório: Sebastião Criado, Milton Volpiani, Nelson Giraldelo, Vassilios Mistilides e Irmo Mataroko.
A segunda parte do CD, tudo na mesma sequência, tem o discurso do médico Antônio Figueira Filho, candidato a vereador, no comício da campanha do MBD, conhecido como Mandabrasa, quando o candidato a prefeito era o ex-vereador Oscar Almeida Rayel, tendo como vice Osvaldo de Carvalho, que depois viria ser deputado estadual que morreu em um acidente antes de completar o mandato.
Nos dois comícios dá para ouvir o povo gritando os nomes dos candidatos, com muito barulho e batucada no fundo.
O final da gravação foi reservado para a transmissão do cargo do prefeito Honório Amadeu para José Antônio Caparroz, com trechos dos dois pronunciamentos.